29 de nov de 2008

O Nhoque da Maratuna

Hoje é dia 29, dia de comer nhoque da fortuna! Porém, nós, maratonistas e simpatizantes, fomos comer o nhoque da "maratuna"!
Vocês irão ver a história abaixo postada em mais alguns blogs! Postarei também sobre os "bastidores" deste encontro: os melhores momentos!
Então, primeiramente, vamos à "fábula" do nhoque da "maratuna"!

A VERDADEIRA HISTÓRIA DO NHOQUE DA MARATUNA


Em tempos remotos, em um vilarejo na velha Itália... Reza a lenda que São Pantaleão, ainda um missionário andarilho, chegou a esse pequeno local em um dia 29. E bateu à porta de uma simplória casa. Um casal de velhinhos, mesmo desconfiado com a chegada daquele visitante, o recepcionou e serviu o único alimento que havia em casa: nhoque, dividido em sete unidades para cada. Ao tirar os pratos da mesa, logo após a saída do estranho, os velhinhos encontraram moedas de ouro embaixo do prato, experimentando um longo período de fartura.

Eis que surgiu a tradição do “Nhoque da Fortuna”: deve-se comer a iguaria todo dia 29 de cada mês, colocando uma nota de dinheiro debaixo do prato. Muitos dão preferência ao dólar, já que é uma moeda mais forte e segura. Daí é só comer sete bolinhas de nhoque de pé, fazendo um pedido a cada garfada.


29 de novembro de um ano recente, em um café no bairro do Ipiranga, em São Paulo... Sete amigos maratonistas (e blogueiros) decidiram se encontrar: Harry, Hideaki, Léo, Mayumi, Sérgio, Valter, Yara. Famintos, após terem feito seus treinos longos do dia, pediram um prato de nhoque cada. O dono da casa, também maratonista, não se espantou com o pedido e logo tratou de servi-los. Alguém lembrou que, por ser dia 29, deveriam colocar algum dinheiro debaixo do prato para atrair fortuna. Procuraram nos bolsos e nas bolsas. Nem um centavo foi encontrado - tudo havia sido gasto nas últimas provas, relógios, tênis e viagens de corrida.

Porém, como sempre andavam com suas medalhas de maratona, bens muito preciosos para esses corredores, resolveram colocá-las embaixo dos pratos. E a cada garfada, um pedido: “Nova York”; “Chicago”; “Berlim”; “Londres”; “Boston”; “Tókio”; “Paris”. Depois disso, reza a lenda, abençoados por São Pantaleão e pelo Muttley (Medalha, Medalha, Medalha), os sete maratonistas passaram a correr uma grande maratona por ano. E mais: graças à simpatia, também ficaram livres da “maldição do km 30”... Dizem que, para garantir o fôlego em todos os 42 km que pretendiam correr, os amigos ainda apelaram para São Nuno Cobra, repetindo - de boca vazia, óbvio - três vezes ao longo da refeição "Eu moro pra lá de Paranapiacaba".


EIS QUE SURGIU A TRADIÇÃO DO “NHOQUE DA MARATUNA”.


Obs.: a simpatia também pode ser feita por corredores de Meia Maratona, desde que sejam colocadas TRÊS medalhas de provas desta distância - afinal, uma Maratona não é a mesma coisa que duas Meias.


Essa história foi desenvolvida a partir de e-mails trocados durante algumas semanas entre os amigos Harry, Hideaki, Léo, Mayumi, Sérgio, Valter, Yara - ou simplesmente “A TÁVOLA REDONDA DOS MARATUNISTAS”.


OS BASTIDORES
Foi um "parto" convencer o Leo Hacidume a ir a este encontro hoje! Ele disse que já tinha compromisso! Porém, ontem, almoçamos juntos (o Leo, o Guilherme Maio, o Marildo e eu) e expliquei que tinha que ter 7 maratonistas para realizarmos o "ritual" acima descrito, senão, ele correria o perigo de nunca mais poder correr! Rsrsrs. Foi aí que ele viu a importância de ir ao nosso encontro! Mobilizamos até o Guilherme Maio, que gentilmente o levou até o local! Neste mesmo dia, o Marildo tinha me convidado para participar da equipe dele em Santos ("Matungos, pangarés e amigos") para correr algumas provas municipais, e eu havia recusado por achar que não conseguiria cumprir todas as etapas do circuito. Porém, eu fiz uma contra-proposta: eu vou correr com a sua equipe, só se você vier amanhã para o nosso encontro! ELE VEIO!!! E ainda, disse que convidaria a Yara Achôa e a mim para sermos "musas" da equipe! Rsrsrs.

Almoço de sexta, perto do trabalho: Leo, Guilherme, Marildo e eu

Eu tinha avisado rapidamente o Valter Ide que o número de participantes da "nhocada" iria aumentar! Porém, hoje, o Harry não pôde comparecer devido à compromissos de última hora! Tinha convidado a Jackelyne para ir também, pois na postagem de nosso encontro anterior neste mesmo local, ela tinha manifestado interesse em ir! Infelizmente, ela também não pôde comparecer! Portanto, ficamos sem 2 membros previstos para a "confraternização".

6 dos 7 maratonistas que compõe a fábula. Faltou o Harry!

Chegando ao local da reunião, antes dos maratonistas tirarem as suas medalhas dos bolsos e bolsas, o Marathon Maniac número 1024, Hideaki, pegou o Muttley citado na fábula acima e o "prendeu" numa jaula "construída artesanalmente" por ele na madrugada desta noite (nota: ele não dormiu de ontem para hoje, construindo a jaula, traduzindo a música Runner do japonês para o português, elaborando os detalhes da fábula e principalmente, procurando todas as suas 8 medalhas de maratona conquistadas para ser promovido à categoria silver do Marathon Maniacs! Ele disse que nunca sabe onde "larga" as medalhas conquistadas!).

Muttley antes da prisão

Muttley enjaulado

Hideaki prendendo o Muttley com fita adesiva
para ele não pegar as nossas medalhas

Depois do Muttley preso, foram servidos os nhoques, cada qual com o molho de escolha dos participantes! No ato do pedido, o Hideaki brincou que o nhoque "maratuna", por conter a palavra "atum" no meio, era nhoque de atum! E não é que o Leo acreditou e foi pedir o tal nhoque de atum!!! Kkk. Debaixo dos pratos, conforme reza a lenda, colocamos as medalhas da maratona!
O Harry faltou, mas tivemos aqui 2 meio-maratonistas de peso:
Guilherme e Marildo

Olha só os pedidos! Cada qual com seus sonhos de maratona! Os meus foram: Porto Alegre, Rio de Janeiro, Buenos Aires, Toronto, Disney, Tóquio e Paris! Afinal, sonhar é preciso! Espero que algum deles se realize!

Humm, acho que quero ir para Nova Iorque de novo!
Chicago estava bom... será que peço um bis?
Não, não acho melhor ir pra outro lugar!
Nossa, o que será que puseram neste nhoque aqui?

Ah, Disney, lógico! Esta já está no papo!
Já estou até inscrito!

Ahmm! Putz, não é de atum! Mas que está bom, está!
Ah, o pedido! Quase esqueço! Nova Iorque...

Que venha qualquer uma!
Tenho que subir de categoria no Marathon Maniacs!
Humm, vou comer logo, pois vou querer repetir o prato!

Ai, sou a última a comer, a pedir e também a terminar a maratona!
Devagar e sempre, devagar e sempre... sem engasgar!
Pô, Mayumi, anda logo, porque está todo mundo esperando para comer!

17 comentários:

  1. Muito bom, Mayumi!!! Divertido como sempre, garantindo agora, já de madrugada, outras boas risadas. Esse já é o terceiro texto que leio - segundo a nova lenda criada pelo Hideaki temos que "caçar" os sete textos... Hahahaha. A nossa lenda está mais que consolidada. Agora é espalhar para os amigos para que vire uma tradição. Super beijo,
    Yara

    ResponderExcluir
  2. Pera lá! Tudo bem que eu tô mais preocupado com o certificado do que com as medalhas, mas não é que não sei onde estão. É que achar 10 medalhas (8 deste ano + 1 do ano passado + meia de Portugal) dentro de 150, todas na mesma caixa, deu trabalho, kkkk. Isso porque não estão misturadas com as medalhas (nenhuma de participação, todas de classificação) que meu pai colecionava há 40 anos.

    E cabe lembrar que o Muttley foi devidamente liberto após o almoço. Está na casa da Mayumi. Assim, quando você for visitá-la, tomem cuidado com suas medalhas!!

    ResponderExcluir
  3. Mais um detalhe: a foto minha que a Mayumi postou, foi tirada depois de eu ter feito o ritual da Maratuna, com as medalhas devidamente em baixo do prato. E o segundo prato, não foi de nhoque. rsrs

    ResponderExcluir
  4. Hehehe
    muito legal isso!!
    Pena que aqui em Porto Alegre não existem tantos blogueiros para que num futuro próximo possamos fazer uma amizade e encontro semelhantes ao de vcs...

    Um grande abraço Mayumi!!

    Bruno

    ResponderExcluir
  5. Legal a criação da Távola!! vc só esqueceu de postar o seu desejo. Em breve estarei nesse grupo de cavaleiros. kkk

    ResponderExcluir
  6. Mayumi,
    Como assim ?
    Meio maratonista de peso ?
    (risos !)
    Obrigado pela companhia neste dois dias.
    Grato,
    Ass.: Guilherme.

    ResponderExcluir
  7. Recebi o convite de Yara... mas não pude ir .. a essa mega encontro ... espero que no próximno eu possas estar presente ... afinal um almoço com as estrelas não é sempre que acontece !!!

    ResponderExcluir
  8. Mayumi
    eu também não costumo ouvir música enquanto corro, mas como tem muita gente que gosta, a lista serve mais como uma utilidade pública hehehehe

    Beijos

    Bruno Thomaz

    ResponderExcluir
  9. Que belo encontro em Mayumi, parabéns a todos que foram nesse encontro que beleza, olha a professora Vania do blog www.cuidandodocorpo.blogspot.com naquele dia que nos almoçamos na churrascaria após a prova do bar do mané nos disse para nós tomarmos cuidado com a caloria hein... Olha lendo o relato eu vi todos pedindo várias coisas, mais vcs esqueceram de pedir uma coisa, esqueceram de fazer o pedido para que o nhoque da Maratuna não engordem vcs...rsss...
    Valeu amiga.
    Um abraço,
    JORGE

    ResponderExcluir
  10. Ô loco ! Concentração maior de celebridades por m2, só na entrega do Oscar ...

    Que a corrida e os encontros de corredores geram boas histórias, eu já sabia. Agora, lenda, já é novidade. A criatividade de vocês, definitivamente, não conhece limites, hehehe !!!

    Muito bom ver tantos e tão bons amigos reunidos. Tá bom que eu tô longe, mas na próxima, me chamem. Posso ter ficado no quase na maratona, mas bom de gnocchi eu sou, garanto ...

    ResponderExcluir
  11. Marildo Nascimento - http://4corredores.zip.net1 de dezembro de 2008 09:12

    Bem Mayumi vc realmente é uma pessoa especial. Estou muito feliz de poder contar com vc em nossa Equipe em 2009.
    O almoço de sábado foi algo bem diferente.
    Um ritual bastante frenético...rsrsrs
    Bem mas tudo vale a pena quando a alma não é pequena... e a lenda está aí para que quiser acreditar!
    Eu participei e talvez possa servir como testemunha no futuro... já contei para alguns amigos e filhos...rsrsrs
    Estarei sempre por aqui... continue assim sempre divertida e alegre.
    Um grande abraço desse seu novo amigo

    ResponderExcluir
  12. Suas histórias dariam um livro. Sensacionais !!!
    Qual é o RSS do seu blog? Quero adicionar no meu leitor. Está ficando complicado acompanhar tantos.

    ResponderExcluir
  13. Ola Mayumi..
    Bem legal o post, o Marildo me falou pra vir aqui ler sobre o encontro de Sábado que nao pude participar.. legal vc estar na equipe, eu tbem sou um novato nela, hehe..
    Agora é esperar as corridas pra poder conhecer todo o pessoal..
    Abraços

    ResponderExcluir
  14. kkkkkkkkkkk!
    É, essa cara de japinha comportada é só enganação! hehehehe!
    Agradeço muuuuito a visita!
    Abraço

    ResponderExcluir
  15. Olá Mayumi...
    Voce esta atrasada e eu já me inscrevi pro Troféu Cidade de São Paulo mas no momento sera a unica corrida nesse começo de ano, lembra da minha dor no joelho, ate voce falou pra eu ver oq era em meu blog, hehe, e fui ver.. estou com bursite e por hora nada de corridas, péssimo né.. relatei tudo em meu blog, depois de uma conferida... agora voltei das férias e ja que nao poderia correr será minha diversão ver os relatos de corridas dos amigos blogueiros..
    Abraços e muitos KM's em 2009

    ResponderExcluir
  16. auhauhahua
    Vou comer muito nhoque pra conseguir terminar a minha meia maratona!!!!

    Beijos vizinha!!!

    ResponderExcluir
  17. Hum... me deu vontade de comer este nhoc.. rsss

    bjs

    ResponderExcluir