26 de jul de 2008

Tem gente que se apaixona pelo urso!

É, gente... a vida continua... Não fosse pelas pessoas que nos rodeiam, presencialmente e virtualmente, o que seria de nós, hein?
Esta semana, tive um contratempo com os treinos. Tinha programado para fazer os 27 km na quinta-feira à noite, mas fui convocada pela minha irmã para tomar conta dos meus sobrinhos, uma vez que eles estariam sozinhos em casa. Joguei o treino para o dia seguinte, desdobrando-o em 2 vezes: de manhã, fiz 20 km e na hora do almoço, mais 7 km. Foi o jeito!
Ao chegar na casa da minha irmã, as crianças já foram me puxando para sentar no sofá e assistir um DVD. Estavam tão carentes... normalmente, elas fogem de mim quando eu chego, pois eu os abraço bem forte e elas não gostam disto. Chamam-me de "o monstro dos abraços" e saem correndo dizendo: "Ataque de abraços! Ataque de abraços!" Mas, naquele dia, o meu sobrinho disse:
-Tia, se você quiser me dar um abraço, pode, viu?
Rsrs. Coitadinho...
Eu perguntei:
- Que DVD vocês vão assistir?
E eles:
- "O Irmão Urso 2"!
Quando eu ouvi isto, sem querer eu gritei:
- Ai! Urso, não, urso, não!
Rsrs. Está vendo, seu Fábio (Namiuti), você me assutou com os seus ursinhos! Para quem não acompanhou as postagens, o Fábio tinha dito em uma das postagens dele que depois dos 30 km de corrida, pode aparecer um urso e montar nas nossas costas, ou seja, você pode se sentir muito pesado!
E as crianças tentando me acalmar:
- Calma, tia, senta aí, o urso é bonzinho!
A esta altura, eu já não sabia se eu tinha ido lá para tomar conta deles, ou se eles é que estavam tomando conta de mim!
Este desenho conta a história de uma menina que, quando criança, fez um pacto com um menino que se transformou depois em um urso. E por causa disto, ela não consegue se casar com um humano, a não ser que ela procurasse o urso e na presença dele, queimasse o amuleto que ela tinha ganhado dele quando criança. Porém, ela está tão apaixonada pelo urso que não consegue aceitar casar-se um um homem. Daí, eu comentei:
- Eu hein? Se um urso aparecesse na minha frente, eu é que não iria me apaixonar por ele!
E as crianças:
- Psiu! TIA! Silêncio! É de mentirinha!
Rsrsrs. No final, ela se transforma em uma ursa para poder ficar com o urso! Já imaginou se o urso aparecesse e eu me apaixonasse por ele e saísse correndo atrás? Kkk. Acho que ele ia sair correndo de mim! Daí, sim, eu ia fazer o meu melhor tempo nas corridas longas! Mas, por enquanto, ele não apareceu ainda e tomara que não apareça mesmo! E se aparecer, ainda estamos em situação inversa: eu é quem vou fugir dele! Rsrs. Segundo o Paulo Massa, ele deve ter um bafo terrível! É... este foi o urso que vi esta semana! Hoje, tive um treino na USP, e mais uma vez, o incansável treinador, Arthur, ficou tentando me corrigir! E já me enviou a planilha da semana que vem! Por falar nisto, no dia 3 de agosto, domingo, vai ter meia-maratona! Ops, preciso me concentrar! Bons treinos, pessoal! Bola pra frente!

24 de jul de 2008

Estou muito triste...

Pessoal:
Era para eu postar algo mais divertido hoje, como sempre. Mas hoje não está dando... perdemos um atleta da equipe Playteam, um atleta da elite, 20 aninhos, uma vida inteira pela frente...
Parece que ele foi atropelado ao atravessar a linha férrea na Penha (zona leste de São Paulo), não tenho mais detalhes do acontecido. Eu não tive muito contato pessoal com ele, mas sempre que eu o encontrava na tenda da Playteam, estava sorridente e alegre. Mesmo pelo pouco que o conheci, carinhosamente, ele tinha me incluido no seu grupo de amigos do Orkut. Isto para mim foi uma honra! Uma honra tê-lo conhecido e compartilhado de poucos momentos de sua vida... Não tenho mais palavras... Que Deus o tenha, Foguinho (como era chamado pelos amigos, por causa dos cabelos ruivos).

20 de jul de 2008

Olha as correções!

É... não está fácil cumprir a planilha e fazer as correções dos vícios de corrida! São vícios que, se a gente não corrige agora, quando ainda está "testando" as várias maneiras de correr confortavelmente, não iremos corrigir nunca. Por outro lado, tem coisas que, por mais que tentemos, não conseguiremos corrigir de uma hora para outra. O jeito é se condicionar e, no meu caso, fazer uma coisa de cada vez! Querem ver a listinha das correções? Bem, vou colocar aqui, o que foi proposto pelo treinador, Arthur Valonzes, e os meus comentários!
Oi, Mayumi:
Muito bem pelos 28km, mas você tem que manter um ritmo de treino e não ficar parando, tentar tomar água correndo! Você acaba perdendo muito tempo com essas coisas e deixa de otimizar o treino por causa disso! Procure melhorar, deixar esses costumes de lado, força que você consegue!!!
Obrigada! Pois é, eu vou tentar beber água sem parar de correr. Mas, se eu for fazer isto na esteira, vou ter que me segurar nela, pois senão, vou cair!!! Vou procurar melhorar, sim! Acho que vou colocar um canudo beeem comprido do squeeze para a minha boca direto. Que tal? Acho que já vi vendendo alguma coisa assim, vocês não conhecem? Só espero que as pessoas não pensem que estou tomando soro! Rsrs.
O seu treino da próxima sexta, tenta fazer cedo, para você estar bem no treino de sábado.
Sim, sim, sim! Mas, 27 km na sexta de manhã, eu não conseguirei, pois eu tenho que trabalhar!!! Rsrs. Incompatibilidade de horários! Mas, vou tentar contornar a situação! Que tal na quinta de noite? Assim, eu faço um treino mais leve na sexta e estarei inteira no sábado!
Abaixo listei alguns vícios que você não está conseguindo deixar, procure pensar mais neles.
Eu penso o tempo todo, mas meu corpo não obedece! Rsrs.
1-levantar a cabeça
Hahaha, é o costume que adquiri depois do descolamento de retina, pois tive que ficar olhando para o chão por 3 semanas e meia! Mas, se eu passar mais 3 semanas e meia sem poder olhar para baixo, acho que conseguirei voltar ao normal! Kkk.
2-subir a ponta do pé e apoiar bem o calcanhar no solo e pisar até a ponta dos dedos
Ahmm, é o que estou tentando fazer! Só que, se eu fizer isto, os meus braços também vão ficar tensionados, e isto também não pode, né? Rsrs.
3-flexionar bem os braços
Estou tentando. Mas é aquela velha história: flexiono os braços e deixo-os relaxados, mas acabo não pisando com o calcanhar, pois esqueço. Quando eu piso com o calcanhar e rolo o pé, esqueço de flexionar bem os braços. Quando penso que estou fazendo tudo certinho, eu estou com a cabeça para baixo, olhando os movimentos e checando se está tudo certo! Rsrsrs.
Qualquer dúvida me avise. Bom fim de semana! Bjos. Arthur
Obrigada! Viu que treinador 10 eu tenho? Pois é... dúvida nenhuma! Rsrs. O mais difícil é fazer! Vamos por partes? Eu sei que ele já me treinou por partes, mas... acho que vou ter que ir maaaais devagar ainda! Rsrs. A culpa não é dele, viu? É da aluna aqui que, por mais que tente, não consegue aprender tão rápido assim! Sabe aquela história do gato que está andando calmamente, com suas 4 patas, se movimentando habilidosamente? Pois é, se a gente o pára e pergunta: "Quando você anda, você coloca primeiro a sua pata dianteira direita para frente e depois a traseira esquerda, seguida da dianteira esquerda e por último a traseira direita?"... já pensou se o gato pensasse? Ele não ia mais andar! Kkk. Eu estou assim! Estava aqui, correndo cabisbaixa, arrastando os pés, e com as costas curvadas. Aí, veio o treinador e conseguiu corrigir algumas coisas, como as passadas laaargas. Porém, ainda resta outras tantas... mas eu estou indo com calma! Rsrs. Até o final do ano, a gente consegue! Calma, calma, Arthur! Não se desespere com a meia-pangaré aqui (eu sou a meia-pangaré, pois o pangaré é o Guilherme Maio, mas parece-me que ele já está deixando esta categoria! Eu é que estou tentando subir para a categoria que antes era dele, ou seja, a dos "pangarés"). Um dia, ainda subo de categoria! Persisteeente!!! É... o treinador tem que ser uma pessoa calma! Kkk.

16 de jul de 2008

Vem aí...

... a corrida e caminhada contra o câncer de mama!
Outro dia, recebi um telefonema do IBCC pedindo contribuição para a conclusão da ampliação do hospital deles. Como já fiz tratamento de radioterapia, sei o quanto custa caro para todos um tratamento destes. Imaginem quem não consegue um convênio médico! Meu pai também teve câncer e minha irmã, na época, teve que correr atrás de um hospital que fizesse tratamento de quimioterapia sem cobrar. Realmente, é muito difícil. Na época, eu estava fazendo minha pós-graduação longe daqui, havia 3 anos que eu não me encontrava com ele por causa da distância. Quando retornei, ele tinha falecido havia 12 dias... fiquei chocada... por tudo isto, por eu ter uma família com tendência a esta doença, e eu mesma ter tido câncer, eu resolvi apoiar e fiz a minha singela contribuição. É o mínimo que eu posso fazer. Eu disse à pessoa que me ligou que eu iria participar da corrida e que já estava treinando para uma maratona! Também, relatei o que tinha acontecido comigo, e ela perguntou se eu não queria dar o meu depoimento no dia da corrida! Não sei se vou, mas com certeza, mesmo em silêncio, vou participar da corrida!
Mas, vamos falar de coisas alegres!
Eu puxei uma parte do pessoal do trabalho para participar desta corrida e caminhada! E... rsrsrs... hahahaha.... hahahaha.... só de lembrar, eu não consigo parar de rir! Foi muito cômico! Ai, deixe-me parar de rir, senão, não consigo escrever!
Estava falando da corrida e uma menina que vai participar pela primeira vez me perguntou:
- É esta corrida que você disse que tem uma camiseta diferenciada para corredores e caminhantes?
- É esta, sim! E tem também o número de peito diferenciado!
Quando eu disse "número de peito", ela arregalou os olhos e perguntou:
- "Número de peito"??? Tem que escrever o tamanho do sutiã na ficha de inscrição???
Hahahaha. Hahahaha. Está certo que a corrida é em prol da campanha contra o câncer de "mama", mas também, não precisa exagerar, né? Kkkk. Diz ela que o marido dela também sentou de tanto rir!
Gente, vamos nesta? Vamos correeeeeeer!

14 de jul de 2008

Um ônibus no meio da corrida???

Oi, oi! Tudo bem? Estou meia atrasada com a postagem hoje, né? Aliás, era para ser ontem, né? Rsrsrs.
Hoje, aliás, ontem, domingo, era para o Osian da equipe Playteam ir para Suzano comigo, pois ele tinha me respondido "corajosamente" que iria pegar uma carona comigo para lá. Digo "corajosamente" porque, como a maioria deve estar sabendo, o meu senso de direção é quase nula para se chegar aos locais! Mas eu garanti a ele que eu sabia o caminho, pois eu conheço a cidade desde pequena, já há mais ou menos 40 anos. Para quem não conhece esta cidade, ela fica a mais ou menos 65 km de São Paulo, e normalmente se pega a Rodovia Ayrton Senna para se chegar lá. E ainda, tem uma colega de trabalho que nasceu nesta cidade, que ia conosco, também, mas que acabou desistindo.
Acordei cedo, estava quase saindo de casa, quando o celular toca e o Osian diz que não irá comigo porque o joelho dele ainda estava doendo e não conseguiria correr. Ai, e agora? Eu vou sozinha? Rsrsrs. O meu marido, hoje, não iria poder me acompanhar, pois está trabalhando longe... fui com a cara e a coragem. Apesar de ter feito esta viagem sozinha algumas vezes, eu não tenho confiança em meu senso de direção. Logo após sair da Rodovia Ayrton Senna, tinha um trecho em obras e interdiado! Ai... rsrsrs. Caminho desviado... fui por caminhos tortuosos, sem muita convicção, até que cheguei em Poá, uma cidade anterior a Suzano! Ufa, acho que agora sei onde estou! Kkk.
O motivo de eu conhecer esta cidade desde pequena é que lá, há muitos templos budistas, e meu avô era monge em um destes templos. E ontem, a minha mãe, que também é freqüentadora deste templo, estava hospedada lá desde sábado e eu iria buscá-la depois da corrida, para voltarmos juntas para São Paulo.
Cheguei cedo à Suzano. A corrida começaria às 9:00 e eram 7:40 ainda. Disseram que a gente poderia usar o estacionamento de um supermercado lá, mas o mesmo ainda estava fechado a esta hora! Alguns participantes da corrida, incluindo eu, abrimos o portão do estacionamento e entramos, deixando o carro devidamente estacionado! Rsrsrs. Dirigi-me ao ginásio de esportes, onde estava sendo distribuido os kits, e já havia muita gente por lá! Nem pediram o comprovante de incrição! Ganhamos uma camiseta da cor "laranja fluorescente", que segundo a professora da academia, quando eu for com ela, eu tenho desconto na mensalidade, pois estarei colaborando com a iluminação do local! Encontrei alguns colegas da equipe Playteam: a Walkiria Milaine (depois, fiquei sabendo que ela tinha ficado em segundo lugar no pódio! Parabéns, Wal!), e o Walmir e seus dois filhos. Na largada, avistei os palhaços! Sim, os mesmos da corrida da USP! Fui cumprimentá-los: "Ei, Medeiros!" E ele: "Olha quem está aqui! (Até parece que me reconheceu! Rsrsrs.). Hoje, não vou poder acompanhar vocês, pois pediram para eu acompanhar os caminhantes... " . Como o evento era de cerca de 600 participantes entre caminhantes e corredores, foi bastante tranquila. Ainda na largada, encontrei a dona Neide. Foi uma surpresa! Já falei dela em outras postagens. Quando fui participar de uma corrida em duplas, em 2006, eu estava à procura de uma pessoa que tivesse mais ou menos o meu ritmo. Assim, entrei no site da organizadora da corrida e coloquei o meu tempo lá. A dona Neide me respondeu e formamos uma dupla. Sem ao menos ter corrido lado a lado, fizemos exatamente o mesmo tempo naquela corrida! Depois, eu já a encontrei em vários eventos. E ontem, sem ao menos saber que ela iria, fui encontrá-la em Suzano! Ela disse que estava hospedada em um hotel, e que tinha ido de ônibus. Eu ofereci carona de volta para ela, mas avisei que ia pegar a minha mãe num templo lá perto. E não é que ela aceitou? Olha a Neide em frente ao templo!De quebra, ainda fui ao hotel onde ela estava hospedada e tomei um banho após a corrida! Mayumi, Mayumi: invade o estacionamento do supermercado, toma banho no quarto da amiga... rsrsrs. Nem me convidem para fazer algo, senão vou invadindo! Olha a gente, depois da corrida, de banho tomado!Dada a largada, fomos todos em um ritmo confortável, sem atropelos e naturalmente, foi se abrindo espaços, formando um tapete bem "diluído" de corredores. Nesta corridas com poucas pessoas, o gostoso é isto: você fica bem à vontade, sem se acotovelar e nem ser atropelado pelos mais velozes, pois há bastante espaço para ultrapassagens! Pois é, parecia estar tudo tranquilo, pois à minha frente, tinha um bloco de corredores a uns 100 metros à frente, e atrás, também, a uns 100 metros atrás, bem espaçados, mais um bloco de corredores. Perto de mim, apenas umas 2 ou 3 pessoas... Quando de repente, um ônibus invade o percurso da corrida, soltando fumaça e poluindo o ar! Tive de correr com a mão no rosto por uns 2 minutos, pois o ônibus insistia em percorrer a rua do evento. O pessoal da organização querendo tirá-lo a todo custo e o ônibus insististindo em percorrer a rua! Não sei o que é pior: se é o bafo do urso, bem "natureba", que poderia aparecer a qualquer momento, ou o mal-cheiro da fumaça do ônibus bem na nossa fuça! Está certo que na minha frente havia bastante espaço para ele entrar, mas custava desviar? E o mais engraçado eram os carros atravessando a rua do evento. Nunca tinha visto isto antes! Kkk. O bom desta corrida foi o pessoal da organização por todo o percurso, com distribuição de água em locais estratégicos. Tinha apenas uma subida no percurso, mas como eram duas voltas iguais, eram duas subidas. Na segunda volta, um dos animadores, no final da subida ainda insistia em dizer: "A subida acabou! Agora é só descida!" Poxa, até eu que fico "perdidona" já sabia! É a segunda volta, meu caro! Kkk.
Terminada a prova, encontro-me com a dona Neide e fomos buscar a minha mãe lá no templo. E não é que tinha almoço lá? E o que fizemos? Almoçamos no templo! Rsrs. Hoje, foi o nosso dia de sorte. Pena o Osian não ter ido! Espero que ele tenha melhorado. Ah, já ia me esquecendo de dizer... bati novamente o meu recorde pessoal: 10 km em 57:40! Para mim, que na maioria das vezes, faz em mais de 1 hora, já é um grande avanço, não é mesmo? Ou será que aferiram mal a distância? Kkk. Sempre digo ao treinador que a minha meta é percorrer longas distâncias e não baixar o meu tempo. E ele sempre diz: as duas coisas vem juntas. Você vai diminuir o seu tempo, mesmo não sendo este o seu objetivo, pois vai adquirindo mais fôlego e resistência ao percorrer mais km. Estou sentindo isto na pele! Bons treinos!

9 de jul de 2008

Tem banheiro por aí?

E aí, pessoal, como foi o dia hoje? Nem vou falar muito do feriado, pois o pessoal que não é daqui vai dizer que os paulistanos dizem trabalhar bastante, mas tem muito feriado por aqui! Rsrsrs. Vou dizer uma coisinha: o paulistano trabalha até em feriados! Kkk. Eu não trabalhei, mas "vi" gente trabalhando! O meu marido workaholic por exemplo, nem foi caminhar hoje no Ibirapuera, pois ficou trabalhando! Eu fui sozinha ao parque, mas tinha muita gente com celular na mão tratando de negócios, falando de planilhas e orçamentos a serem entregues... Eu fui correr sem pensar no trabalho. E não é que encontro uma menina que trabalha comigo correndo? Nunca a tinha encontrado por lá. Ela tinha dito para mim que começou a correr recentemente... e como hoje é dia da Revolução de 32, estava tendo um desfile na avenida ao lado do parque, com muita gente "fardada": exército, polícia, aeronáutica... foi aí que caiu a ficha: a menina que trabalha comigo, adooora ver gente fardada! Rsrsrs. Ahááá!
Hoje, foi o dia de mais um longão. Dei duas paradinhas para ir ao banheiro, senão ia ficar igual ao cara da foto do blog do Jorge: todo sujo (para não dizer outra coisa). Ainda bem que no Parque do Ibirapuera, os banheiros são limpos e tem papel higiênico! E ainda, fiz um pit stop para "abastecer" a água que acabou depois de 5 voltas. Fiquei pensando se nas maratonas têm banheiros químicos pelo percurso, uma vez que ele é bem longo... ô pessoal das maratonas, alguém pode me dizer em quais maratonas têm banheiros pelo percurso? Em todas? Ou será que temos que correr com fraldas geriátricas! Rsrs. Acho que para o meu tamanho, basta comprar uma calça plástica com elástico da marca Pumpers, tamanho GG! Kkk.
Por falar em banheiro, vocês já ouviram falar daquele homem que não sabia inglês e que foi viajar para os EUA, e quase entrou em um banheiro feminino? Daí, o amigo dele o alertou dizendo: "Ei, este lado aí é para mulheres!" E ele retrucou dizendo: "Não, é masculino! Está escrito "Uómem" (Women)!".
O treino de hoje foi de 25 km também, mas o urso não "compareceu" hoje ao parque! Vai ver que com o friozinho, ele estava hibernando! Amanhã, vai ser o dia da musculação e do trote de 5 km. Por enquanto, o treino está tranqüilo. Não posso esquecer de levar a caramanhola, pois sem água, vamos virar "umeboshi" (conserva de ameixa seca, enrugada e beeem azeda) , sem falar que o hálito também ficará bom para competir com o do urso! Argh!!! Bons treinos e tomem bastante água! Mas, façam xixi nos banheiros e não no calção!

5 de jul de 2008

O urso ainda não apareceu...

Hoje, foi o dia de um longão! Lembrei-me muito do blog do Valter Ide com as dicas sobre treinos longos, e também do pessoal que correu a maratona do Rio de Janeiro na semana passada. O meu longão ainda não atingiu os 30 km. Hoje foram 25 km. E na quarta-feira, tem mais 25 km. Por falar em quarta-feira, como é feriado em São Paulo, tem um pessoal que vai correr os 9 km do Super 9, no Autódromo de Interlagos. Desta vez, eu não me inscrevi, mas um dia, ainda quero correr dentro do autódromo!
Segundo o relato do Fabio Namiuti, nos longões acima dos 30 km, o "urso monta nas costas"! Eu disse a ele que desde já estou com medo do urso, ao que ele respondeu: "Não tenha medo do urso, ele pode ser mansinho se você se preparar para carregá-lo. Na pior das hipóteses, leve uma "armadilha para ursos" no dia ...".
Fiquei pensando em que armadilha vou levar nos dias de treinos acima dos 30 km. É, Mayumi, se vira nos 30! Até agora, o urso não pareceu, mas pode aparecer a qualquer momento! Quem já fez o treino e participou de maratonas, poderia me dizer como era o urso? Ou ele não apareceu para vocês? Poxa, eu estou parecendo aquelas crianças que ficam esperando o coelhinho da Páscoa aparecer, e quando menos se espera, ele já veio e foi embora! Se for assim, está bom, né? Mas se aparecer mesmo, acho que vou desmaiar!
O nosso amigo Leo Hacidume que também correu a maratona, disse-me que se lembrou do que eu dizia na corrida dos 25 km da Corpore: Devagar e sempre! Pois é, Leo, na verdade, o que eu queria dizer é que eu vou no meu rítmo que deve ser devagar para vocês, mas para mim, eu estou sempre correndo no limite de minhas forças! Rsrsrs. O meu motor é 1.0 e o de vocês é 2.4! Um passo de vocês corresponde a três do meu! E assim foi o treino de hoje... devagar e sempre. Mas eu não andei, viu? Kkk. Eu "parecia" andar! Como diz o SEU Mário que treina na academia, a "formiguinha atômica" está a todo vapor!
O local do treino de hoje foi o Parque do Ibirapuera. Lembrei-me também do que o Valter me disse sobre a vestimenta: vista-se de modo que fique o mais confortável possível. Mas hoje, foi difícil. Quando comecei a correr, estava com uma camiseta de manga comprida porque estava meio friozinho, mas depois de algumas voltas começou a esquentar. Então, pensei em tirá-la, mas logo depois, bateu um vento gelado e a camiseta estava encharcada de suor. Fiquei pensando se eu voltaria para o carro e trocaria de camiseta, mas fui deixando. Daí, começou a despontar um solzinho morno, e fiquei com calor de novo! Passei ao lado de um senhor que dizia: "Pessoa "véia" é enrolada! Usa duas, três, quatro blusas!". Rsrs. Ainda bem que estava só com uma camiseta e um top por baixo!
Depois deste treino todo, apesar de ter tomado carboidrato em gel, deu uma vontade de comer um lámen (carboidrato) para matar a fome, mas desisti. Fiquei pensando: "Lámen taberu (Comer lámen)... lámen taberu... lamentável!". Fui comer arroz, mesmo!
Este treino de hoje fez bem até para o meu marido! Ele não corre, pois segundo o cardiologista, ele tem um problema congênito que o impede de correr. É melhor fazer somente caminhada. Este mesmo médico disse a ele que haveria uma palestra no hospital cujo tema seria "Os benefícios e malefícios dos exercícios físicos". O meu marido arregalou os olhos e já foi perguntando: "Tem malefícios, é?". E o médico disse: "Sim, tem malefícios como o overtraining, mas também tem malefícios de não fazer exercício nenhum! Trate de se movimentar!". Rsrsrs. Hoje, ele percorreu 12 km dentro do Parque do Ibirapuera, caminhando! Encontrei-o no final da caminhada, muito bem! E parece não ter encontrado o urso também! Esperamos acordar amanhã, sem dores! Bom domingo a todos!