24 de fev de 2009

Estou focada!

Oi, geeente! Como estão de ressaca carnavalesca? Para falar a verdade, eu não curto Carnaval, não! Rsrsrs. Não para pular, mas admiro o show no Sambódromo e a seriedade com que é tratada esta festa e o concurso das escolas de samba!
Antes de mais nada, gostaria de agradecer aos novos comentaristas deste blog: Keika, Rodrigo, Helio, Angela e Everton. E agradeço também aos que sempre vêm aqui deixar o seu comentário! Mas, devem existir também os silenciosos que não comentam, que podem estar lendo e pensando: "quanta abobrinha, sem comentários"! Kkkkkk. Fiquem à vontade! A casa é de vocês e está de portas escancaradas! Rsrsrs.
Muita gente treinou nesta semana? Não sei o que acontece com o meu carro que, se não vai para a academia, vai direto para o Parque do Ibirapuera, sempre que saio vestida para treinar! E assim foi na segunda e hoje, terça-feira! Ontem pela manhã, fiz 12 km e hoje, eu pedi para o treinador deixar eu fazer 10 km no trote. Na verdade, era o dia reservado para a musculação, mas com a academia fechada, era a minha única opção! Os treinos longos ficam para o final da semana! E não é que no meio do treino encontro a Ge, que faz musculação na mesma academia que eu frequento? Esta menina corre muito! Já chegou a pegar o 12º lugar na geral da Maratona de São Paulo! Sempre a encontrava na academia, mas foi a primeira vez que a vi no Ibira. Na verdade, eu é que não enxergo direito, pois ela disse que já me viu umas 3 ou 4 vezes por lá! Rsrsrs.
Na semana passada, naquela correria do final de semana, passei na floricultura da dona Lucina, que é ultramaratonista, e comprei flores! Olhem só que lindas!
Ela disse que gosta de corridas de longa distância, ou seja, de meia-maratona para mais!
Vocês devem estar pensando por que é que estou falando da Ge, da dona Lucina... pois é, é que as duas tem algo em comum: o treinador delas é o Branca, cujo uma das especialidades é o treinamento para longas distâncias como maratonas e ultramaratonas. E as duas recomendam muito o treinamento dele.
Encontrei também o Hideaki, que completou no domingo retrasado a Supermaratona do Rio Grande, pegando o 8º lugar na faixa etária dele. Aliás, gostaria de parabenizar também, o Júlio Cordeiro de Recife e a Walkiria Milaine Martins (3º lugar na geral) da Playteam por completarem esta dura prova de 50 km.
No caminho de volta da festa da Playteam, há algumas semanas, dei carona para a Tomiko Eguchi, uma outra ultramaratonista que já chegou a completar 217 km em 48 horas!
Bem, o que eu quero dizer com tudo isto? Não, não, não pensem que já estou focada em alguma ultra, não! Rsrsrs.
Conversando com eles, percebi algo em comum: ninguém gosta de ser pressionado para correr, nem para baixar tempo. Porém, todos eles têm conseguido cumprir as suas metas. A Ge disse que, uma vez, ao correr a São Silvestre, quando estava no máximo de suas forças, correndo muito, muito mesmo, um "leigo" que assistia a passagem dela disse: "Vai, morena, corre mais depressa, você consegue!". Ela disse que queria arrastar o cara para correr com ela e ver se ele aguentava! Logico que não ia aguentar! Rsrsrs. A dona Tomiko disse que nunca gostou que a pressionassem para baixar o tempo ou pegar pódio, pois isto a irritava. A dona Lucina disse que o Branca sempre a ensinou a não ultrapassar os seus limites. E o Hideaki disse que não faz treinos muito longos antes de suas maratonas, mas que consegue correr uma sem se lesionar ou ficar todo dolorido depois.
Na verdade, o que eu queria dizer nesta postagem é que, embora eu esteja ainda longe de fazer uma ultramaratona, estou gostando da idéia de correr sem cobranças e no meu limite, por muito, muito tempo! Só espero não ir tão longe de casa, de modo que eu não saiba mais voltar! Rsrsrs. Como a maioria aqui já sabe, eu não tenho muito senso de direção! Valter Ide, você tem que me ensinar a mexer no GPS do meu frequencímetro! Kkkk. Eu sou disciplinada nos meus treinos, mas não tenho no momento, nenhuma prova em que eu queira me focar para treinar. Se eu me sair bem nas provas que eu fizer, fico contente! Mas o meu objetivo maior é continuar a treinar sem compromisso, pois isto já faz parte dos meus hábitos. Será que há algo de errado comigo? Ai, olha a síndrome de kitigai se manifestando! Rsrsrs. Boa semana, pessoal!

18 de fev de 2009

Um certificado para a meia-panga!

Haaa! Bem que o Valter Ide me avisou que eu ia receber um certificado! Rsrs. Como eu disse em uma das postagens anteriores, meia-pangaré precisa de muuuito incentivo para continuar a correr! Pois bem, que certificado é este? Aaaahhh, é certificado de meia-pangaré! Kkkkk. Não gente, desculpem-me, é um dos certificados que eu estou pensando até em enquadrar, assim como o resultado do meu exame de sangue após a cirurgia para a retirada do câncer! É um dos pedaços de papel que tem um valor sentimental, psicológico e incentivador mais altos para mim! E pela extensão da postagem a que me referi a esta prova, vocês que me acompanharam nesta viagem virtual, devem ter noção da importância dele para mim. É este aqui:
Yes! I could do it! I did it! E aí, Osmar, Yara Achoa, Giovanna Mayer, Daniel Fonseca... será que vocês já receberam o seu pedaço de papel também?
E vamos continuar correndo, pois atrás vem geeente! Thanks a lot!

14 de fev de 2009

SEM SEGURAAAR!!!

Hahaha. Eu e a minha mania de me segurar na esteira quando corro! E justo na hora que eu dou uma seguradinha, o treinador está bem atrás de mim!
Arthur: Ei, parece uma principiante! Larga a esteira, ela não vai sair correndo!
Eu: Eu sei! Mas se eu não me segurar aqui, eu é quem vou sair pela tangente!
Arthur: Então, diminui a velocidade!
Eu: Eu não! Você disse que era para eu baixar o tempo!
Arthur: Então, larga a esteira!
Eu: Eu não, vou correr mais rápido! Rsrsrs.
Viu só o meu drama? Rsrsrs. E assim, cheguei aos meus inacreditáveis 500 metros em 01:59, segurando firme na esteira! Falou para baixar o tempo... mas depois dos 500 metros, fiquei ofegante por 1 minuto! Rsrs. E assim, dei 10 tiros de 500 metros, pois assim estava escrito na planilha, mas com intervalos de 1 minuto de língua para fora! Para vocês acreditarem que foi o treinador quem disse para eu baixar o tempo, copio abaixo o conteúdo dos e-mails:
Arthur: Oi, Mayumi, agora, os tiros têm que ser mais rápidos, hein... bjo.
Eu: Mais rápidos??? Socorro! Rs. Não vou largar a esteira, já vou avisando! Rs. Até mais!
Arthur: Como a distância é curta, pode fazer mais rápido... sem seguraaaaaaaarrrrrrrrrrrr... rs.
Nesta semana, comecei com 12 km na esteira inclinada em 2%, depois foram estes tiros malucos seguidos de 4 km de trote, e na sexta pela manhã, fiz 21 km em ritmo constante.
Divirto-me na academia, pois além de ficar desafiando a esteira, tenho a companhia de outros "atletas de esteira", como o SEU Mário, o SEU Toninho, a Roseli... Quando o ritmo está mais tranquilo, dá até para conversar um pouco! Mas, ultimamente, o SEU Mário não está me respondendo mais! Daí, eu percebi o porquê: ele ganhou um aparelho de MP4 da Rita ( a esposa dele), e fica ouvindo música enquanto corre! Rsrs. E parece que isto fez muito bem para ele. Do chuveiro feminino, consigo ouvi-lo cantar: "Crazyyy". Rsrsrs.
Hoje, sábado, fui fazer o meu último treino presencial. Como postei anteriormente, o meu treinador vai "treinar cangurus" e vamos ficar com treinos à distância! Mas, antes de reparar nos cangurus, ele reparou num cachorrinho que estava perto de nós, no local do treino. Ele estava sentado num banquinho de cimento, "educadamente" e latia o tempo todo! O Arthur comentou: "Lá é local para sentar!", ao que eu respondi: "Mas, o cachorro está sentado, direitinho!". Rsrsrs.
Fizemos um treino educativo, com tiros, pulos de cangurus e passadas largas (o máximo possível)! As passadas largas continuam sendo um problema!
Arthur: Salte como se fosse pular uma poça d'água!
Eu: Mas eu pulo assim! Sempre acabo colocando o pé no meio da poça!
Acho que vou "pular" carnaval com passadas largas!
E amanhã, termina o horário de verão! Como se saíram com uma hora a menos de manhã? Sabem o que eu fazia para acordar mais cedo? Olhem só!
Eu colocava 5 despertadores para tocar, de 1 em 1 minuto, até acordar! Rsrs. E quando eu conseguia me levantar da cama, desligava-os definitivamente! Daí um dos despertadores diz: "Good morning!" Rsrsrs. Existe um despertador japonês (eu não tenho!) que começa dizendo: "Sorosoro okimashô!" (Vamos acordando?). Depois diz, em tom mais alto: "Okimashô! Mô jikan da yo!" (Vamos acordar! Já é hora!). E depois de um tempo, ele está gritando com você: "OKIRÔÔÔ!" (ACORDAAA!). Rsrsrs. Este é bom para jogar pela janela!
Boa semana! Vamos manter o ritmo, né? Sem seguraaaaar.

10 de fev de 2009

Tem que dar tempo!

Estou viva, estou viva! Rsrs. Desculpem-me o atraso! Sempre escrevo nos finais de semana ou à noite, mas confesso que neste final de semana, não tive pique para chegar a postar! Nem digo que é falta de tempo, pois temos que arranjar tempo, não é mesmo? Trabalhei no sábado à tarde e no domingo, das 9:00 às 21:00. Estávamos com um evento de trabalho para incentivo aos estudos de cultura e língua japonesa.
Mas, não deixei de treinar, não! Eu corri 21 km no sábado pela manhã, fui à feira toda suada depois do treino (é por isso que os feirantes me atendiam de loonge, rsrsrs.), fiz supermercado, almocei, fui para casa, tomei banho e saí correndo para trabalhar. Após o trabalho, tivemos um jantar com a equipe do evento e logo após, fui a um jantar de despedida do meu treinador que vai trabalhar na Austrália.
O jantar de despedida do "treinador de cangurus"
Voltei para casa tarde, mas no dia seguinte, acordei cedo e fui trabalhar de novo. Assim que terminou o evento, após a confraternização, ainda passei na casa da minha mãe, pois tinha perdido a missa do meu pai naquele dia. Olha, não é fácil conciliar trabalho e compromissos pessoais. Mas, a gente tenta fazer o máximo que pode! Tanto é que temos que colocar prioridades em certas coisas. E mesmo assim, de vez em quando, ficamos frustrados por não conseguir fazê-lo! Por causa do trabalho, deixei de fazer algo que era igualmente importante para mim! Paciência! Papai, de onde estiver, há de me perdoar!
O meu marido? Ah, não se preocupem, pois ao lado de uma mulher ocupada, há sempre um marido mais ocupado ainda! Rsrsrs. Somos felizes assim!
Uma parte do evento: show do grupo Heisei Naruko-kai (Yosakoi Soran)
Demonstração de aula de japonês usando música (professores de uma escola de japonês)
E o público, de costas! Rsrsrs.
Estes são os locutores da Rádio Banzai que apresentaram o evento, e eu!
Na segunda-feira, o pessoal que esteve trabalhando no evento também, perguntou se eu estava cansada. Eu respondi que não, que já tinha treinado naquela manhã! Rsrsrs. Acho que nós que praticamos uma atividade física, não nos cansamos tão facilmente, não é mesmo? Os treinos e a musculação são para mim como escovar os dentes: rotina!
E sobre arranjar tempo para os treinos? O professor Michael Jacobs que citei em uma postagem aqui, disse o seguinte sobre "arranjar tempo" (agora, fazendo um paralelo com o aprendizado de inglês):
"... O nome do jogo é sacrifício. O que você vai sacrificar para progredir no inglês? É uma pergunta para o aluno que vem com a desculpa de que não teve tempo para a sua lição de casa (e lembre que é sua lição, não a minha; não é do professor, é sua). Making time significa mudar as prioridades, e é o que sempre replico quando ouço a mesmíssima desculpa. Não, não é que você não teve tempo, você não teve prioridades. Aliás, na verdade, teve. Mas não foi para o inglês." (Leia este texto na íntegra em: http://www.teclasap.com.br/blog/2009/01/27/como-arrumar-tempo-para-estudar-ingles/).
Rsrsrs. Pois é, que puxão de orelha, hein? Talvez, esta seja uma das funções de um treinador de corridas: nos botar para correr, literalmente!
Todos estabelecem as suas prioridades. A minha é: "Saúde em primeiro lugar. Do resto, a gente CORRE atrás!" E a de vocês? Vamos correr!!!

1 de fev de 2009

Muitas surpresas!!!

Na semana passada, o Ricardo Hoffmann escreveu no seu blog sobre os hobbies das pessoas. Ele mesmo tem um, nada relacionado à corridas. Confiram no blog dele! E nesta mesma semana, eu fui convidada pelo Hideaki para assistir a uma aula de dança de salão, perto de casa. Descobri que o Hideaki dança! Rsrs. Ele jura que isto não é um hobby, mas uma atividade alternativa à corrida! Eu não entendi bem, mas gostei de vê-lo dançar! Porém, acho que esta não é a minha praia! Meu corpo é todo duro! Se alguém dançar comigo, vai ficar marchando! E no meio da aula, acho que vou fazer um passo de corrida: passadas laargas! Kkkk. E é exatamente isto que o Hideaki estava tentando corrigir nesta aula que assisti! Os passos, pelo que vi, são curtinhos e bem "molinhos"! Muito legal de se assistir, nem tentem me fazer dançar! Isto sim, seria uma superação para mim! Rsrs.
Ontem pela manhã, fui ao Ibirapuera para fazer um longuinho de 18 km, para não perder o costume. Não consigo mais ficar sem os meus treinos longos, o que eu faço? Se deixar, eu fico dando voltas e voltas... entro em looping! Rsrs.
E à noite, teve um jantar com a turma da Playteam, lá no Clube Atlético Juventus. Soube que tinha um troféu da equipe para mim! É o terceiro ano consecutivo que pego "pódio"! Rsrsrs. Vocês imaginam o que é uma meia-pangaré ganhando um troféu? É uma alegria só! Rs. Fiquei em terceiro lugar na minha categoria! No ano passado, tinha pegado o primeiro! É que subiram duas atletas muito rápidas para a minha categoria, isto é, elas ficaram um ano mais velhas! Kkkk. Já estão me alcançando! Pelo menos na idade, eu estou à frente delas! Graaande vantagem! Rsrs. Mas, o mais engraçado é quando eu checava o ranking interno da equipe, eu tinha certeza que a Sherida Gianne Boetius estava na minha frente, mas o nome dela sumia do ranking e eu subia para o segundo lugar! Ficava pensando onde é que a menina tinha se metido! Por curiosidade, fui espiar o ranking masculino. Para a minha surpresa, estava lá o nome da Sherida, no meio do nome dos homens! Rsrsrs. Esta menina é totalmente kitigai! Ela mora em Uberlândia-MG (aproximadamente oito horas de viagem de ônibus e uma hora e meia de avião até São Paulo), vem quase todos os finais de semana para São Paulo e está em quase todas as corridas daqui! Mas descobri que, recentemente, ela tem tido um motivo justo para vir sempre para cá! Olha sóóó!
Eu, Cabral (namorado da Sherida), Sherida e Tomiko Eguchi
A surpresa maior foi quando o Ricardo Aloise, o presidente da Playteam, anunciou o meu nome para me entregar um outro troféu: o Troféu Especial Bruno Bianchin. Fiquei sem entender se era para eu subir ao palco para entregá-lo a alguém ou se eu é quem estava recebendo o troféu! Igualmente surpreso ficou o meu amigo Flávio Hernandes que pensou a mesma coisa! Parece que o Ricardo e sua equipe resolveram nos premiar como destaques do ano: o Flávio por ser maratonista e ter feito o seu primeiro triatlon, e eu, por ter feito a minha primeira maratona e ter superado muitas coisas (leia-se "doenças"!).
Flávio Hernandes e eu
Falando em Bruno Bianchin, na verdade, esta história começou com a sugestão do Jorge Maratonista. Ele escreveu um comentário na minha postagem sobre a morte do Bruninho, dizendo que a equipe Acoruja tinha feito uma homenagem a um atleta falecido, criando um troféu especial para premiar os melhores atletas da equipe. Eu copiei o comentário do Jorge para o Ricardo para que ele pudesse criar algo parecido. Mas, eu não estava pedindo o troféu, caramba! Rsrsrsrs. Daí, acabei ganhando dois troféus! Viu seu Jorge, olha o tamanho da encrenca em que o senhor me meteu! Rsrsrs. Olhei para a minha amiga Eliana Benedetti e disse: "É, meia-pangaré precisa de muuuito incentivo para correr!" Kkkkk.
Hoje pela manhã, acordei, olhei para os dois troféus e pensei: eu não bebi ontem, portanto não devo tê-los pegado por engano!
Na festa, encontrei muitos amigos que não via há muito tempo, e também conheci algumas pessoas. Dêem uma espiada nas fotos.
Os homens! Rogério Tavares, Diego Ciarrochi (meu vizinho) e Fernando Lemes
A noiva do vizinho: Mariana Pelozio
Márcia Vilela e seu namorado
Amadeu Armentano e professora Andréia
Logo que cheguei ao local da festa, este senhor estendeu-me a mão e disse: "Muito prazer! O meu nome é Amadeu. E o seu?" Eu respondi: "Mayumi, muito prazer." E me sentei, ao lado da Eliana Benedetti e em frente ao casal acima. Perguntei discretamente para a Eliana: "Quem é este senhor? Eu já o vi em algum lugar.". E ela me respondeu: "É o Amadeu Armentano da Corpore!" Disfarça!!! Caramba, eu não conheço ninguém! E quando é que um famoso vem cumprimentar uma anônima? Rsrsrs.
A ala oriental da Play: quem é quem? Rsrsrs. Carina Park, Tomiko Eguchi e eu
E esta duas? São super-parecidas! Rsrsrs. Eliana Benedetti e Márcia Vilela
Eu e meu amigo Sérgio, que tirou algumas fotos para mim
Agradeço à Playteam pelo incentivo e quero dizer que estes troféus são mais do Arthur (meu treinador) do que meu, propriamente. Por todos estes anos de treino, sendo ele um profissional dedicado, acho que merece ser reconhecido! Para vocês terem uma idéia, eu nunca tive uma lesão grave, nem em treinos e nem em provas, seguindo a planilha montada por ele. E alcancei a minha meta de correr uma maratona, sem ficar quebrada! Bem, talvez, agora eu possa revelar mais uma coisinha: o Arthur está de partida para o estrangeiro. Vai trabalhar em uma academia na Austrália e treinar os cangurus! Rsrsrs. Agora, eu entendo porque ele mandava a gente ficar pulando nos treinos! Rsrsrs.
O treino agora passa a ser remoto e espero que ele retorne com muita experiência de lá e continue a trabalhar com isto! Juízo, menino! O pessoal da academia está à sua espera! E o nosso canal de comunicação passa a ser o blog e os e-mails! That's all folks!