24 de dez de 2011

Fechando o ano com rap do Branca

E aí, minha gente. Dançando Correndo muito? Estou aqui num calor de quase 40ºC! Divisa de Mato Grosso do Sul... olha só! 


Ciclovia vazia vira pista para os meus treinos.
Se corresse mais um pouco, eu sairia do estado de São Paulo!
 Final de ano chegando e a galera comemorando mais um ano de conquistas!
Marcelo Jacoto e profa Cristiane
Vó Lucina e dra Selma Nakakubo
Mestre Branca e Doya
Vera Regina e Ciça
Seiko Sato comendo oniguiri e Ziel
As orientais com o mestre
E a vó sempre aprontando!
Erika Fujyama, eu, vó Lucina, Taik e Rita
Manoel, Angelita e José
Rosani, Fabíola e Inês
Prof. Branca sorteando livros
Pessoal reunido no final do treino
E a Seiko sortuda conseguiu o livro dela! "Nos limites da loucura". Rsrsrsrs.
Marcelo Jacoto! Obrigada! Mas já tomei água! Tem champagne? Kkkkkk.
Edu Sano e Monica Kulcsar (Runner Café)
Sinara e Ribeiro
E o parque do ibirapuera, mais uma vez, nos surpreendendo com a sua excelência! Saquinhos plásticos biodegradáveis para recolhimento de fezes de cães.
E voltando à minha segunda casa, na academia One Way, o prof. Luis Felipe orientando os alunos de musculação. Ricardo, cadê você? Rsrrs.
Nem só de treinos vivemos! Também conquistamos muitos amigos neste meio. Pessoas que, após algum tempo, descobrimos que trabalham próximo!
Leo Hacidume, Filah do Marildo (desculpe-me, esqueci o nome dela!!!) Hideaki, eu e Marildo
Leo Hacidume e Guilherme Maio
 E a Paulista preparada para o natal e para a grande festa da virada...

 E para finalizar com chave de ouro, tivemos o lançamento do rap do Branca, uma inspiração genial da nossa amiga Erika Fujyama!
  Assistam aqui as nossas loucuras!
Um Feliz Natal a todos! Um 2012 recheado de coisas boas! Um grande abraço a todos!

12 de dez de 2011

Pampulha pela primeira vez

Entre treinos, trabalhos e problemas, consegui deslocar-me para BH para correr pela primeira vez a Volta da Pampulha.
Por uma coincidência muito grande, encontrei o Enio Yuhara no hall do hotel, logo que cheguei, e por meio dele acabei juntando-me aos outros Baleias que estavam lanchando!
Baleias reunidos na tarde de sábado
Dani, mãe do Paulo e eu
Passei no Mercado Central onde pudemos provar alguns queijos (que a minha nutricionista não leia isto!). 

Dani provando o queijo canastra
À noite, tinha programado para encontrar-me com a Carla Goulart, a mulher que correu os 240 km da Jungle Marathon na selva amazônica e conquistou o primeiro lugar feminino e quarto lugar na geral. Ouvir a sua história foi muito bom e merece uma postagem à parte. Porém, farei melhor que isto. Para quem estiver interessado nesta prova, indico o blog dela: http://carlagoulart.wordpress.com/
Quem quiser ouvi-la contando sobre a prova, podem acessar: http://www.youtube.com/watch?v=vuwOQ3Zh8LI&feature=related
Amigo da Carla, eu e Carla Goulart
Encontrei-me também com os meus amigos da equipe Branca no jantar dos Baleias! Era tanta gente vestida de laranja que foi muito fácil encontrar os meus amigos Branca Esportes!
Helder, Luana, Carla, amigo da Carla, Andrea e Selma Benia
Quando cheguei para cumprimentar os meus amigos Baleias, o Tutta pergunta-me se eu tinha encontrado o Saulo Damasceno que acabara de sair de lá! Fiquei desesperada e o Tutta largou a pizza que estava comendo para sair correndo comigo para ver se alcançávamos o Saulo! Avistamos a cadeira de rodas! Ai, que alívio! Tutta, não fosse você, meu amigo, não teria conhecido pessoalmente o Saulo
Muita emoção no jantar de massas... 
Eu, Saulo e sua esposa
Pela primeira vez, encontrei o Gilmar de Recife! E reencontrei a Marinês, a Drica Peixoto... um montão de gente!
Iiii, olha o Miguel! Muito obrigada por tudo!
Myrta Doldan (organizadora da Maratona de Assunción, eu e Tinil
No dia da prova, bem na frente do hotel, encontrei por acaso o casal Adriana Frasson e Rodrigo Tandaya e seguimos, eu, o Tinil e o casal amigo para o local da prova.
Tinil, Rodrigo Tandaya, Adriana Frasson e eu
Chegando na arena, procurei a tenda da equipe Alta Energia que, através do amigo Adauto, gentilmente nos ofereceu o espaço como apoio. Muito obrigada a todos! 
Equipe Alta Energia, à direita, o Adauto
Pessoal da Alta Energia
E antes da largada, encontrei os Baleias e meu amiguinho Marcelo, filho do Miguel! Há quanto tempo, Marcelo! Não o via desde a Maratona de Punta del Este!
Os Baleias reunidos antes da largada. O Marcelinho ao meu lado!
Todos posicionados para a largada, às 8 horas em ponto, lá fomos nós! Até passar pelo pórtico já havia passado 12 minutos. Era gente que não acabava mais! Mesmo lá atrás, fui ultrapassada por muita gente! No km 5, não sei o que aconteceu, senti uma fisgada na panturrilha direita e pensei o que faria... daí, lembrei-me dos ensinamentos dos meus "orientadores": 
Carla Goulart tinha dito na noite anterior: "Você tem que aprender a lidar com a dor, seja em que situação for!"
Mestre Branca sempre diz: "Quando sentir que está doendo algum lugar, tente mudar a maneira de dar passadas, veja se consegue amenizar a dor!"
Caloi diz: "Eu tenho a tendência de ter cãibras, então reduzo a velocidade em descidas."
E assim, pensando e agindo de forma a dominar aquela fisgadinha, fui tentando ir no ritmo que tinha começado a prova. 
Até que estava conseguindo domar a dor. Aproximadamente no km 10, passa um rapaz perguntando quanto tempo de prova já tinha se passado. Eu disse que não sabia pois o meu Garmin estava no modo "cebola" (não sei por quê ele ficou assim)! E ele não entendeu (lógico, que "cebola" é esta, não?). Então, eu mostrei o "relógio" a ele: 
Consegui terminar sorrindo, mas a dor continuava! Passei pelo "chuveirinho" para me refrescar, aliás, tinha um arco destes no meio da prova também! Muito bom!
Finalizada a prova, hora de sorrir para as fotos e pegar o caminho de volta. 
Aqui estão mais alguns Baleias! Obrigada por ter tirado a foto para mim, Enio!
 Helder deixou-me no hotel. Esqueci-me de contar que me hospedaram num quarto para deficientes! A Inez disse:
Esta é a Inez
"Vai ver que a recepcionista do hotel entendia japonês e viu que alguém te chamou de kitigai, colocou-a num quarto para deficientes!". Será???
Mas, no final das contas, foi muito bom, pois sentei-me na cadeirinha embaixo do chuveiro, liguei a água quente e massageei bem a panturrilha. Foi a melhor coisa que fiz!
O banheiro todo adaptado.
A cadeirinha embaixo do chuveiro foi de grande valia!
E esta semana, a volta aos treinos foi bem lenta... olhem só, o professor Marco ficou de personal-babá.


Ontem, tinha 14 km leves e resolvi fazer bem lentamente, com uma turminha que corre bem light... levei quase 2 horas! Que exagero! Muito bom!
Faça sol ou faça chuva, estamos treinando... na alegria e na tristeza...
Não posso deixar de parabenizar a Seiko Sato que este ano também ficou em quarto lugar por faixa etária no ranking da Corpore. Desculpe-me por não ter podido ir tirar a sua foto no pódio! Mas tem uma foto melhor aqui!
Selma Nakakubo, Branca e Seiko Sato
Ei, o que vocês estão fazendo?
Marcelo Jacoto e profa Cristiane
Ah, é segredo!
E enquanto a dona não volta, o Bandit espera pacientemente! 

Sessão celebridade:
Danilo Jabá com topete de Neymar
Rafael Zobaran e mestre Branca.
Caloi exibindo o primeiro uniforme da equipe Branca  ao som de gritos da galera: AAAAAAA!!!
That's all, folks! Muito obrigada pelo apoio! Vocês são demais!