28 de jun de 2009

Caminhada em Bertioga

Primeiramente, gostaria de parabenizar a todos que participaram do evento "Maratona Internacional do Rio de Janeiro". Todos devem ter terminado bem! Assim espero! Faço das palavras do Valter Ide, as minhas também. Por falar nisso, o Leo Hacidume ligou para mim do Rio, no sábado e assim, pude falar com o Paulo Massa e também, saber que o Hideaki e o Wladimir estavam lá para a retirada do kit. Valeu, Leo!
Nesta semana que passou, os meus treinos foram basicamente de musculação e de rodagem. Estou conseguindo correr um pouco mais rápido! Estou "quase normal"! Rsrsrs.
No sábado, a convite da nossa amiga Grace e sua família, os meus amigos do trabalho (Ana Márcia, Minori, Mine e Kelly), minha mãe, meu marido e eu fomos fazer uma caminhada em Bertioga, litoral de São Paulo. Saímos cedinho de São Paulo para aproveitar bem o dia!
Chegando lá, o pai da Grace nos ofereceu um café da manhã e logo em seguida, saímos. Foi uma bela caminhada de aproxidamente 3 horas e meia. Uma caminhada pela orla até chegar ao local de travessia pela balsa...

No morrinho que avistamos ao fundo, havia uma trilha. E foi para lá que fomos!
E depois de descer da balsa, fizemos uma caminhada pela trilha que nos levaria à prainha Branca. Veja uma das fotos da trilha.
E após uns 45 minutos de trilha, finalmente surge a prainha!
Aqui, fizemos uma pausa para admirar a paisagem! Fazia muito tempo que não via a praia! E depois, a volta até a balsa!
Algumas subidinhas...
Chegando à casa do pai da Grace, a família nos ofereceu o local para fazermos um churrasco. Vejam aqui as "churrasqueiras": Grace e sua irmã.
Após o almoço regado a um bom vinho trazido pelo nosso amigo Mine, foi a hora da sobremesa! Aproveitando a brasa do churrasco, colocamos mashmallow que a Kelly tinha levado para derreter. Eu, que nunca tinha comido marshmallow derretido (pasmem!), me lambuzei toda! Não sobrou para ninguém! Rsrsrs. Comi tudo sozinha! Rs.
Depois desta, só fazendo exercício para queimar as calorias! Queria andar de bicicleta, mas a que a que o pai da Grace usa era grande demais para mim! Rs.
E a da sobrinha dela, muito pequena!
Já que não dava mesmo para eu andar de bicicleta, resolvi, então, entrar no joguinho de falar palavras, que os meus amigos estavam fazendo. Como todos falavam japonês, fizemos o jogo nesta língua. O nome do jogo é "shiritori". A regra dele é assim: uma pessoa fala uma palavra e a pessoa seguinte, tem que falar uma palavra que comece com a sílaba que termina a palavra dita pela pessoa anterior. Por exemplo, se a primeira pessoa diz "ringo" (maçã), a seguinte pode dizer "go" (gergelim). Só não vale dizer uma palavra que acabe com o som "n" (Em japonês este som é pronunciado como sendo uma sílaba independente. Não entrarei em detalhes aqui, pois senão, vou acabar dando aula de japonês! Rs). Por exemplo, a pessoa seguinte, não poderia dizer "gohan" (arroz), porque não existe em japonês uma palavra que comece com este som. E quem fizer isto, toma um castigo, assim como a pessoa que demorar muito para dizer a palavra seguinte ou repetir uma palavra já dita por alguém ou por você mesmo. E o castigo que estipulamos foi "pintar o rosto com uma rolha queimada no fogo do churrasco"! Rsrsrs.
Só que, depois de umas tragadas de vinho (Fazia um tempão que eu não bebia! Acho que vou é "acertar as contas" com a nutricionista na próxima visita! Rsrsrsrs) e ainda mais com uma brincadeira dessas em língua estrangeira, estava difícil de respondermos de imediato! E olhem só o que aconteceu! Rsrsrs.
O pai da Grace deve ter achado que éramos todos "kitigai"! Pelo menos, a minha mãe sempre me disse que eu era! Rsrsrs.
No caminho de volta, paramos na peixaria para comprar camarão. E eis que o vendedor dizia: "Compre este camarão que está barato! Nós somos todos "kitigai"! Abaixamos o preço!".
Por um momento, pensei que ele conhecesse o meu blog! Kkkkk. Imaginem só! O vendedor se achando kitigai! Rsrsrs. É uma figura, este vendedor!
Ah, a barba e o bigode dele não eram pintados, viu? Rsrsrs.
Deixo aqui os meus agradecimentos a todos que participaram deste passeio, principalmente à Grace e sua família que nos convidaram.
Bem, pessoal, amanhã é o dia do "Nhoque da Maratuna" (dia 29)! Só estão perdoados por não comer nhoque, o Wladimir Azevedo e o Nadais que são alérgicos a glúten! Rs. Boa "nhocada", gente! Mas não se esqueçam de treinar, senão, vão acabar desequilibrando o seu organismo... como eu neste final de semana! Affff!

22 de jun de 2009

O segundo tempo já começou!

Olá! Estão todos por aqui ainda? Rsrs. Eu estou aqui, beeem devagar, mas estou! Na semana passada, fiquei no trotinho mas consegui aumentar a velocidade em 0,5 km/h. Nestas horas, até que a esteira ajuda! Rsrs. Sabemos exatamente a quantas "andamos"! No final do treino, quando supõe-se que estamos mais cansados, às vezes, a esteira ajuda a nos manter no ritmo. E se não conseguimos, é sinal de que o ritmo no início estava muito rápido! Assim eu interpreto! Será que é isto mesmo? Bem, pelo menos, nos treinos da semana passada, eu ainda consegui aumentar um pouco a velocidade no final. Vamos ver como fica esta semana!
Outro dia, estava conversando com o Hideaki e ele me disse algo curioso: "Treinos focando provas de longa distância não podem ser feitos "predominantemente" na esteira." Ou seja, se você almeja correr distâncias acima de 21 km, por exemplo, é melhor que você faça mais treinos na rua (asfalto) do que em esteira, pois a mesma não vai dar o preparo físico e psicológico desejado para provas longas!
Realmente, correr na esteira e correr na rua é totalmente diferente. Agora, como não tenho muita experiência de correr tantas provas longas quanto desejaria, eu não posso confirmar o que o Hideaki me afirmou... ainda! Recado pro Hide: "Ao longo do tempo, vou verificar a sua constatação, ok? Deixe-me adquirir a experiência que você adquiriu! Mas, como você mesmo me disse, o treino de cada um é diferente, assim como as reações de cada pessoa! Mas, com certeza, vou chegar a uma conclusão similar à sua, a menos que eu seja totalmente diferente das outras pessoas, ou seja, "atípica"! Será que sou? Ai, minha nossa! Rsrsrs.
Para a maratona que corri no ano passado, fiz vários treinos no Ibira, mas também na esteira. Quando fazia longos na esteira (o que a maioria acha que é muito maçante), e via que a paisagem era sempre a mesma, e ainda por cima, tinha um chefe que morava no hotel da frente da academia, e que me assistia correndo na esteira enquanto tomava seu café da manhã no refeitório (ele sabia até quando eu usava camiseta nova de alguma corrida, rsrsrs), era realmente muito penoso, pois cheguei a ficar no máximo 3 horas e meia em cima da esteira! A academia deve ter levado um prejuízo muito grande! Rsrsrs. Mas era treinar assim, ou não treinar, por falta de tempo de me locomover para o parque! Na rua, nem pensar! Eu já não enxergo direito, já imaginou o estrago! Se eu tropeço e caio, já era! Rs. E por esta mesma razão, eu evito participar de provas à noite! E quando treinava no Ibira, cheguei a dar 11 voltas iguais de 3 km. O pessoal achava que eu entrava em looping! Rsrsrs. Mas é que tenho um sério problema de senso de direção! E pelo jeito, não sei mexer no GPS também! Kkkkk. Entenderam o meu drama? Bem, acho que o que eu tenho são pesistência, insistência e paciência, pois o resto, ainda tenho que adquirir com os treinos, ou seja, fôlego, velocidade, postura correta, passadas mais largas, administração do tempo, senso de direção... estou perdida! Rsrsrsrs. Só persistência não ajuda a terminar uma prova, não é mesmo? Bem, eu aguardo a opinião de vocês!
Ah, antes que eu me esqueça, sobre o título desta postagem que não tem nada a ver com o conteúdo deste assunto... é que hoje estou completando 46 anos (vixe!). No ano passado, eu disse que estava aos 45 do primeiro tempo! E hoje eu digo que estou começando o segundo tempo, com direito à prorrogação! Esperem-me que vou devagar mas chego lá! Rsrsrsrs.

13 de jun de 2009

A passos de tartaruga determinada!

Olá, como vão indo de treinos? Está muito frio para treinar? Rs. A Giovanna de Curitiba que o diga! Olhem só as fotos que ela me enviou, do local onde ela treina! Rs.
Isto é que é frio!

Como eu lhes disse, voltei a treinar, mas estou bem devagar. Da outra vez que fiquei parada por 5 meses e meio, quando voltei sentia as minhas pernas pesadas depois de correr alguns km. Mas desta vez, pelo menos isso, não tenho sentido! Estou moderando a minha (pouca) velocidade, não estou abusando do fôlego! Aliás, tenho sido bem disciplinada! Esta semana, fui à academia para ver se conseguia treinar na esteira e depois fazer exercícios de musculação! Levei um pito do treinador, Ricardo Bastos, pois a planilha que o Arthur (meu treinador de corrida) tinha deixado para esta semana era para correr 3 vezes na semana. Isto significa que nos dias em que eu não corresse, eu faria a musculação! Porém... rsrsrs, a vontade que eu tinha é de correr todos os dias! Rs. Viram só? Quando um treinador está remoto, tem outro (o de musculação) ATENTO! Rs. Esta é a sincronia perfeita entre os dois treinadores!
O Arthur passou "trote" para a semana toda! Rsrsrs. É, acho que ele tem razão: nada de velocidade até as pernas poderem se acostumar com o ritmo! Olha só o recado dele:
"Se vc conseguir ir um pouco mais rápido, pode, mas faz ritmo constante e tome cuidado para depois não sair rodando e não enxergar nada, hein? Kkkkkkkkkkkkkk"
Como diz o Ivo Cantor, eu estava a "passos de urubu malandro". Na quarta, eu dei uma acelerada no final da corrida, mas nada exagerado! Eu fiz o "sprint do urubu malandro" a 9 km/h na esteira! Kkkk. É que estou com medo de pegar a "gripe tartaruguina" que o Nadais acaba de inventar! Rsrsrs.
Ontem, estava na cidade de Ilha Solteira, a aproximadamente 700 km de São Paulo, visitando a minha sogra. E aproveitei e dei uma corridinha pela cidade. Ela estava repleta de motoqueiros, pois estava acontecendo a "Moto Fest".
Os motoqueiros da Moto Fest
A cidade de Ilha Solteira
Devo ter rodado cerca de 5 km. Pela primeira vez depois da minha volta aos treinos, corri em aclives! Descobri que ainda não perdi totalmente o fôlego! Subi tranquila! Mas, nem sempre foi assim! É... temos que ter persistência para voltar a ter o condicionamento que tinha...
Hoje pela manhã, pegamos a estrada de volta e vimos o sol nascer na estrada!
Rodovia Marechal Rondon, hoje pela manhã
O sol que começa a despontar por volta das 7:30
E agora, é voltar aos treinos de tartaruga em velocidade constante! Bons treinos!