12 de set de 2010

Depois de um longo, um curtinho!

Como a dieta que fazemos, ora comendo carboidrato, ora ingerindo proteínas, nas corridas também variamos as distâncias, os percursos e até os tipos de provas.
Hoje, participei de uma prova diferente: 3ª Corrida do Klabin. Como na maratona da semana passada, havia poucos participantes: 500 inscritos. O diferencial é que a prova foi gratuita e organizada por um amigo da Equipe Branca, que nos enviou um convite para participarmos dela. 

Na medalha de participação, constava o logotipo do Governo do Estado de São Paulo-Secretaria de Esporte, Lazer e Turismo. E teve também o apoio do campeão olímpico de judô, Aurélio Miguel. 
O convite veio na semana que passou, por um e-mail da equipe. Perguntei ao professor se eu poderia corre-la (pois tudo tem que ser encaixado na planilha de treinos, e em meu caso, como não vivo sem uma orientação, tudo tem que ser medido e acertado para eu ficar tranquila! Rsrsrs.). Com a devida recomendação do mestre, fui para a prova. 
Antes da largada encontrei o pessoal da equipe. A Minori também foi comigo! 

 O sr. Caloi disse que estava se encondendo do Branca porque a ordem era ele ficar quietinho para sarar bem da contusão! No entanto, ele estava super-bem e disse que estava sem dores! Uma hora, eles iam se encontrar, né? Ainda mais dando voltas e voltas! Rsrsrs. Eu fui só dar uma ajudazinha para se encontrarem! Kakakaka.
O diferente foi que, na semana passada, o percurso era redondo (uma volta só) e longo, longo, longo! Também pudera! 42.195 m não poderia ser curtinho, né? Dããããã! Kkkkkkk. E o da corrida de hoje, eram 6 km, porém, em 6 voltas de 1 km. Parece que estava complicado interditar as ruas da redondeza. Mas, legal! Entramos em looping! Tanto é que, eu perdi a contagem e acabei fazendo somente 5 voltas. A Monica que treina conosco também, acabou fazendo 7 voltas! Kakakaka. Fiquei com peso na consciência, pois via regra, não teria direito a medalha e camiseta! Como as voltas estavam sendo registradas pelo tapete de largada e chegada, acho que não vai constar o meu resultado final... sorry! Espero que, se tiver outra no ano que vem, eu possa completar as 6 voltas! Aliás, vou pagar uma penitência e fazer uma volta a mais. Bem, a esta altura, vocês devem estar se perguntando se eu não utilizei o GPS para medir distância! Olha, eu até acertei o aparelhinho, só que na hora da largada, fui olhar o "relógio" e vi que tinha que ser configurado de novo!!! Droga! No final das contas, eu acabei nem utilizando o dito cujo! Rsrsrs.
Apesar de ser gratuita, a prova teve uma infraestrutura muito boa, com distribuição de água no percurso e Gatorade e frutas no final, ambulância a postos, troféu para os primeiros colocados. Por falar nisso, parabéns à Ana Márcia (a menina do canto direito na foto), aluna do Branca, que veio de Campo Grande-MS para uma consulta ao médico e acabou participando da prova e pegando pódio!

Agora, tenho um ALERTA a fazer para o PESSOAL QUE TREINA NA USP:
Ontem, fomos treinar lá, e eu, como sempre, saí correndo com a Valéria, fiz uma volta de 10 km, passando pela Rua do Matão, virando para o lado do Hospital Universitário, e depois, pegando a ladeirinha que vai dar depois na Praça da Prefeitura do Campus, etc. Eu ia fazer 10 km e a Valéria ia fazer 2 horas de treino. Assim, logo que subi a rampa da História e Geografia após a volta pela Luciano Gualberto, resolvi descer a Rua do Lago para depois subir a Rua do Matão novamente. E a Valéria seguiu em direção ao Hospital Universitário sozinha. Eu estava terminando de me alongar quando o carro da Polícia Universitária chegou na concentração procurando alguém responsável pela equipe, ao qual a profa Sinara atendeu de pronto. Parece que tinham assaltado uma menina da equipe, bem depois do Hospital Universitário, lá na ladeirinha. NÃO ERA a Valéria, mas de qualquer forma, era alguém da equipe, o que deixou  todos muito preocupados, pois ambas tinham seguido para os lados do hospital sozinhas e lá tem uma favela bem ao lado. Tínhamos visto alguns elementos suspeitos por lá. Tanto é que apertamos os passos quando passamos juntas! E em vez de levarem as coisas sem agredi-la, deram uma surra, e ela foi parar no hospital! A sorte é que a polícia estava passando por lá e evitou o pior! A menina parece estar bem agora, mas ficou muito abalada, com razão! Acho que temos que mudar o percurso... e também, não utilizar nada de muito valor, assim como fazemos quando corremos nas ruas. Eu não corro na rua com medo de tropeçar e cair, mas também, não corro com nada muito valioso! Aliás, muitas vezes, as coisas que usamos, tem mais valor sentimental que qualquer outra coisa, não é mesmo? Desculpe-me por terminar uma postagem com uma notícia destas, mas vamos nos cuidar, correr em grupos, enfim, montar uma estratégia de segurança! Vale o alerta!

14 comentários:

  1. Oi Mayumi,
    Eu tentei me inscrever nessa corrida, mas não recebi a confirmação e acabei indo na do Jabaquara.
    Ano passado foi em sezembro essa do Klabin, mas a regra dizia que podia dar quantas voltas quisesse, não precisava ser as 6 voltas. A camiseta não era tão bonitinha e nem tinha gatorade, mas foi bem divertido ficar rodando por lá sem saber quem estava em que volta.
    Quanto a subida da USP, infelizmente eles querem tirar os corredores e ciclistas de lá, mas não fazem nada com o buraco dos "ratos" ladrões que todo mundo sabe onde é. #Brasil!
    Tomara que a menina melhore logo e volte a correr.
    Beijos

    Colucci - #ColucciNos600k
    @antoniocolucci
    Com + 1 blog : http://coluccinos600k.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Mayumi,
    Deploravel o acontecido com a corredora. Uma vergonha mesmo, como bem escreveu acima o Colucci.
    Boa semana para voce.
    Ass.: Guilherme.

    ResponderExcluir
  3. Poxa, Mayumi.
    Que coisa triste o que aconteceu com a menina.

    Sinceramente nunca fui correr lá praquelas bandas do hospital e pelo visto nem vou mesmo!

    Da próxima vez que a gente se encontrar,te dou uma ajudinha com o GPS!!!

    Bons treinos,
    Shigueo

    ResponderExcluir
  4. Mayumi,
    Depois da maratona uruguaia, nada mais merecido do que uma corridinha para dar um desconto na planilha de treinos. Para uma corrida gratuita, o evento de 6 km foi bem organizado, incluindo um kit de "primeira". Boa recuperação para a sua amiga.
    Gilmar
    http://fotocorridagilmar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Mayumi,

    Caramba, que coisa esse lance de assalto...pior que esses diliquentes não só furtam, mas ainda surram gratuitamente a pessoa...merecem mesmo levar pau da Polícia...
    Aqui onde moro não temos muito esse tipo de situação, mas sempre importante a sua dica, correr sem levar pertences que possam chamar a atenção.
    Boa semana!!

    P.S. SS sim! Comer massas, SIM!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Mayumi. Que lamentável o ocorrido com a corredora. Eu morro de medo de ser assaltada e por isso muitas vezes fico correndo na esteira, justamente, porque sou a lerdinha do grupo e sempre fico pra trás...rs. Parabéns pela corrida logo 1 semana após a maratona. Deve ter ficado tonta de dar tantas voltas...rs.
    Bjos e boa semana,
    Dani

    ResponderExcluir
  7. Puxa, Mayumi.

    Tem idéia que horas aconteceu o fato. Paulo, Thiago e eu abusamos e entramos em tudo quanto foi beco de lá da redondeza do hospital. Por isso que conseguimos fazer 20km sem passar pela raia olímpica.

    Eu corro risco na Rua, mas na USP não menos perigoso do que Pirituba ou outro local de São Paulo. De todo modo, fico, agora, satisfeito de ter levantado as 03:30 e começado a correr só as 05:00, ao menos garanti correr num local "menos" perigoso.

    Um grande abraço Mayumi.

    ResponderExcluir
  8. OI Mayumi, esse negócio de contar voltas é um problema. Comprei um relógio baratinho da Timex que tem organizado meus treinos e ajuda bastante, nada complicado, foi um bom investimento, mesmo. E quanto a notícia triste, infelizmente acontece e não é só na USP, qdo estava nos States, um corredor foi assaltado no Campus da Nike. É assim, o negócio é correr sem nada mesmo, ops, quero dizer, sem nada de valor. Bons treinos, Marluce

    ResponderExcluir
  9. lamentavel esse ocorrido, grato pela dica.

    ResponderExcluir
  10. oi, mayumi!

    que corrida interessante: 6 voltas de 1km! não conhecia essa aí!
    deve ter sido legal!
    ainda mais se a organização foi tão boa!
    parabéns!

    é uma tristeza o que aconteceu com a corredora de sua equipe!
    viramos prisioneiros da violência, um tipo de liberdade condicional: não pode ir pra tal lugar, ou não pode ir a tal hora... o pior mesmo é essa violência gratuita!

    a gente tem que ficar bem alerta! escolher bem o percurso, e procurar levar apenas o indispensável, de modo a não chamar muita atenção!

    bjs
    elis
    http://elismc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Como sempre um relato bem legal, parabéns!!
    A menina em questão é a Vivi, ela passa muito bem apesar do susto, fica aqui o aviso de jamais em tempo algum, correrem sózinhos na região do Hospital Universitário na USP.

    ResponderExcluir
  12. Nossa Mayumi! Quantas novidades!Faz tempo que não passo por nenhum blog, correria danada, literalmente... rs
    Que chato a corrida Looping tem isso, ontem fiz uma, mas eram só duas voltas de 5km.
    Chato pela colega de equipe, que perigo! Aqui eu só treino em conjunto, porque tenho medo de correr sozinha..
    beijos e até mais!

    ResponderExcluir
  13. mayumi voce é especial mesmo.

    valeu pela informação.

    nadais
    P.S. ainda estou com sua camiseta

    ResponderExcluir
  14. Você e seus problemas de localização e voltas...Parabéns pelo retorno pós-maratona. Lamentável o ocorrido na USP, suas dicas são valiosas.

    ResponderExcluir