22 de nov de 2007

A minha primeira corrida

Não podia deixar passar em branco... estão anunciando na TV a Corrida contra o Câncer de Mama! Já tive câncer, não queria nem ouvir falar nisto, mas... é uma corrida CONTRA! Vamos lá! Buscar o kit? Que kit? O que vem dentro dele? Uma camiseta! Mas, a inscrição não era para a gente contribuir para o IBCC? Se eles dão um monte de coisas, vai menos contribuição para eles? Não, não, tem patrocínio! Ah, sim! E então, tem que vestir a camiseta? Sim, sim. E tem que pregar o número? Sim, mas antes tem que escrever no verso os seus dados, vai que acontece algo com você na corrida... que mais tem que fazer? Uau! O que é isto? Um... chip! Para que serve isto?
"A função do chip", segundo o conceito de Mayumi, a corredora de primeira viagem (viagem, sim, pois eram 10 km!): o chip serve para medir o tempo gasto no trajeto entre a sua largada e a sua chegada. Então... ele pode medir também as nossas passadas? E se a gente começar a andar... acho que a gente vai ser desclassificada! Ah, não, vou ter que correr o tempo todo, imagine, desclassificada na primeira prova! Corri feito uma desesperada! Desclassificada, não!
"O ônibus que recolhe pessoas que não estão aptas a terminar a prova": vocês acham que do jeito que corri pensando naquele maldito chip, eu subi neste ônibus? Claro que não! Só que, como não tinha nem noção de quanto tempo demoraria para percorrer os 10 km, e no manual estava escrito que quem não tivesse em condições de terminar a prova em 1 hora e meia seria convidado a embarcar no ônibus para voltar ao local de chegada, corri o tempo todo olhando para trás, para ver se o ônibus não ia me pegar. Poxa, não poderia pagar este mico, o meu marido dizia: "eu te espero chegar de ônibus!" Rsrsrs. Não, não e não!
O grande dia da prova! Tocaram o sinal de largada e todos saíram correndo. Eu fui atrás... atrás dos que eu pretendia seguir: uma velhinha que aparentava os seus 70 e poucos anos, uma outra tão baixinha quanto eu... talvez, se eu as seguisse, conseguiria chegar ao final. Mas, o desespero foi tanto que no meio do percurso, já não avistava mais ninguém! E o pior, estava tão emocionada que fiz xixi! Xiii, onde será que a gente vai receber água? Será que correndo, daria para pegar dois copinhos? Assim, eu jogo um em cima de mim para acabar de molhar tudo e o outro eu bebo, mas sem parar de correr, senão o chip me desclassifica!
Poxa, consegui terminar a prova! 1:02:36! Toda suada, molhada e desesperada! Até que não fui tão mal! Ainda tinha gente atrás de mim! Mas acho que foram desclassificados: todos andaram no meio da prova! (risos)

Um comentário: