5 de dez de 2007

Correndo em Gramado

Numa bela manhã, em Gramado, eu pergunto para o gerente do hotel onde poderia “fazer uma caminhada”. E o gerente, sem saber do “não senso de direção” da hóspede, mostra o caminho que vai ao Lago Negro, pela porta dos fundos do hotel! “Olha, a senhora segue por aqui, sempre ladeando esta rua e vai dar lá!”. Simples! Fui, correndo correndo, correndo, e cheguei lá, no Lago Negro. Ainda, no meio do caminho, um senhor de uns 70 anos que também estava correndo perguntou se o Lago Negro era naquela direção e a “hôkô onti” (pessoa sem noção de direção) aqui ensinou o caminho, meio duvidosa! Bem, por esta “boa ação”, eu fui premiada! Na volta, quando fui descer a rua que subi, descobri que na ida, não tinha prestado atenção nas bifurcações e fui parar na avenida! Minha nossa, acho que estou perdida! E o pior: “Qual era mesmo o nome do hotel? Era nome de flor! Bem, eu vou perguntar no posto de gasolina. Moço, onde fica um hotel com nome de flor aqui perto?” “Ah, Hotel das Hortências! Olha, vai deste lado, vai lá para o centro de Gramado, e aí a senhora vai avistar o hotel.” Corri, corri, corri, sei que já estava correndo há uma hora e dez minutos, quando cheguei ao Hotel das Hortências e... percebi que não era aquele o hotel! Tim, Tim, Tim, Tim. O recepcionista do hotel me atendeu: “Moço, o senhor pode me informar se aqui perto tem outro hotel com nome de flor?” “Ah, o Hotel Azaléia? Mas, a senhora veio a pé de lá?” “Sim, vim correndo de lá, mas antes corri até o Lago Negro, depois desci para a avenida, depois vim para cá.” “Baaaa, mas tu correstes tudo isto, tchê?” Ah, sim, mas então o hotel fica longe?” “Éee, digamos que de táxi, fica há uns 10 minutos.” “O senhor pode me chamar um táxi, por favor? E se o senhor puder, pode me emprestar o telefone, pois todos devem estar preocupados comigo.” “Alô, mamãe, estou voltando de táxi. Estou bem, mas me perdi! Rsrsrs.” Chegando no hotel, a cena cômica: 18 amigos e minha mãe, todos na porta do hotel, esperando para aplaudir a "hôkô onti" chegar de táxi de uma corrida!

Um comentário: