24 de fev de 2008

Fiquei em primeiro lugar!


Ahaaa! Se assustaram com o título, hein? Rs. Pois é, ontem, sábado, depois de ter ido a um treino técnico, ter feito uma tomografia na face para se ter uma noção exata de como está a minha cavidade nasal e afins (rs), fui comemorar os dois anos da Playteam, equipe de corredores da qual participo quando vou às corridas. Eles têm uma assessoria de corridas também, mas como eu já treinava com o Arthur da academia que freqüento, eu continuei fazendo os meus treinos com ele. Os treinos estão rendendo alguns frutos. Tenho a plena consciência de que não vou chegar a ser nenhuma atleta de elite. Porém, tudo que posso fazer para não prejudicar a saúde, farei. Se eu tiver um incentivo, isto vai ajudar mais ainda.
Ontem, na festa da equipe Playteam, recebi um troféu por ter ficado em primeiro lugar na categoria 41-50 anos feminino da equipe, por pontuação nas corridas. Não sou veloz, nem tampouco corro todas as corridas que acontecem. Porém, nesta categoria, eu pontuei mais que as outras pessoas, por alguma razão. O fato é que fiquei contente com a premiação pois nunca na minha vida ganhei um prêmio assim pela corrida. Quando criança, eu participava de corridas de 100 metros porque na escola em que eu estudava japonês faziam gincanas e éramos obrigadas a correr. Mas, nunca gostei disto. Peguei aversão à corrida! Cheguei a cair em um treino na rua, quase que de propósito, e ralei todo o braço. Naquele ano, não participei da gincana e achei ótimo! Então, vai aqui um alerta aos pais que correm: nunca obrigue os seus filhos a correr ou a praticar qualquer outro esporte simplesmente porque vocês gostam, pois isto pode causar um efeito contrário ao esperado. Eles vão detestar este esporte! Hoje, analisando tudo isto, chego à conclusão de que antigamente, eu não recebi nenhum treinamento profissional para correr, e isto fez com que somente as crianças mais aptas naturalmente a isto fossem incentivadas a fazerem o seu melhor. As outras eram deixadas de escanteio, e eu fui uma delas.
Quando estudava, a minha opção de "educação física", matéria obrigatória, foi para ginástica. Eu sempre fiz musculação, cheguei a fazer ginástica aeróbica, mas nunca pensei que um dia fosse gostar de correr. Mas, corrida de curta distância e de longa distância são coisas bem distintas, não? Pelo menos, pelo que o meu corpo tem sentido, são bem diferentes. A começar pela resistência, pela velocidade... hoje, me sinto bem correndo no meu rítmo, num rítmo que eu sei que vou conseguir sustentar por muitos km. Espero que com os treinos do Arthur, eu consiga continuar gostando de corrida. E com o incentivo dos amigos da Playteam, eu sei que consigo manter o meu rítmo! Going my way...
Agradeço em primeiro lugar ao meu marido pela compreensão e incentivo, ao Arthur pelos treinos eficazes e à Playteam pelo reconhecimento. E, como sempre, aos amigos, colegas e familiares, pois não somos nada sem esta grande torcida!

4 comentários:

  1. Hi
    You have a great blog!
    Let me invite you to:
    eBambi
    Present yourself
    and meet your friends.
    Join now:
    http://www.ebambi.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Mayumi..
    Poderosa hein!
    E nem vem falar que este foi o primeiro troféu, pois no ano passado vc tbém ganhou.... e eu estava junto de prova para confirmar.. hahahahahaha

    Isso aí... se Deus quiser este ano seremos tituladas MARATONISTAS!!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  3. mayumi,

    parabéns pela conquista.

    certamente com essa força de vontade, veremos vc com mais desses.

    valeu!

    nadais

    ResponderExcluir
  4. -------\\\\|/-------
    ------(@@)-------
    -ooO--(_)--Ooo—
    Olá Mayumi, que notícia boa minha amiga Parabéns pelo prêmio, isso foi o seu esforço pelo esporte que vc ama e tomara que venha muitos prêmios é isso aí. Eu também fui premiado pela minha equipe eu fiquei em Terceiro Lugar na geral na minha Equipe Acoruja e também ganhei um lindo troféu e tá lá postado no meu Blog nas msg mais antigas. Amiga vc está correta em falar que tem pais que obrigam os filhos a correrem e isso é um absurdo, eu tenho uma filha de 7 aninhos Bruninha e quando tem corrida infantil aqui no RJ eu pergunto se ela quer correr às vezes ela vai e às vezes ela não vai eu não forço nada a ela mais já fiquei sabendo através de amigos que tem pais que forçam os filhos é mole.
    Bom é isso aí amiga meus PARABÉNS!!!
    Bom final de semana.
    Um abraço,
    JORGE
    www.jmaratona.blogspot.com

    ResponderExcluir