18 de abr de 2008

Para quem está com dor: "Onde você coloca o sal?"

Hoje, recebi um e-mail de uma amiga que continha um pensamento budista, o qual queria compartilhar com vocês. O e-mail dizia o seguinte:

O velho Mestre pediu a um jovem triste que colocasse uma mão cheia de sal em um copo d'água e bebesse.
- Qual é o gosto? - perguntou o Mestre.
- Ruim - disse o aprendiz.
O Mestre sorriu e pediu ao jovem que pegasse outra mão cheia de sal e levasse a um lago.
Os dois caminharam em silêncio e o jovem jogou o sal no lago. Então o Mestre disse:
- Beba um pouco dessa água.
Enquanto a água escorria do queixo do jovem o Mestre perguntou:

- Qual é o gosto?
- Bom! - disse o rapaz.
- Você sente o gosto do sal? - perguntou o Mestre.
- Não - disse o jovem.
O Mestre então, sentou ao lado do jovem, pegou em suas mãos e disse:

-A dor na vida de uma pessoa não muda. Mas o sabor da dor depende de onde a colocamos. Quando você sentir dor, a única coisa que você deve fazer é aumentar o sentido de tudo o que está a sua volta. É dar mais valor ao que você tem do que ao que você perdeu.

Em outras palavras: " É deixar de ser copo para tornar-se um lago."

Então, pessoal, vamos dar mais importância às coisas que estão à nossa volta! Se tiverem com dor de cabeça, martelem os seus dedos! Garanto que irão se esquecer da dor de cabeça na mesma hora! Kkk. Bom final de semana!

9 comentários:

  1. Mayumi, beleza de lição. Boa mesma foi sua conclusão, Adorei!

    ResponderExcluir
  2. Mayumi, tudo bom ?!

    Pensamento sensacional !!! Obrigado!

    Tomei a liberdade de copiá-lo.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  3. Mayumi,

    taí, gostei. Vou tentar me lembrar toda vez que sentir alguma dor na alma!

    Bom feriado!

    ResponderExcluir
  4. Mayumi,
    Obrigado pelo "post", algo que vai nos ajudar a "martelar os dedos", quando da fadiga muscular nas provas da vida! :-)
    Agradeço,
    Guilherme.

    ResponderExcluir
  5. A minha leitura desta parábola vai um pouco na contra mão. Por que diabos vocês querem aumentar a dor, ao invés de diluí-la como fez o tal Mestre? (talvez eu complemento mais tarde, rs)

    ResponderExcluir
  6. Olá Mayumi...

    Lindo aprendizado...

    Como estão os treinos?


    bjks
    Jacke

    ResponderExcluir
  7. -------\\\\|/-------
    ------(@@)-------
    -ooO--(_)--Ooo—
    Olá Mayumi, muito boa essa Lição do Mestre hein...Bom ensinamento...
    Amiga nasceu mais um blog de um corredor daqui do RJ, se puder de uma forcinha lá no blog do Roberto Brunner que muitos chamam de Corredor X.

    www.vivacorrendo.blogspot.com

    Bom feriado amiga.
    JORGE

    ResponderExcluir
  8. -------\\\\|/-------
    ------(@@)-------
    -ooO--(_)--Ooo—
    Olá Mayumi, muito boa essa Lição do Mestre hein...Bom ensinamento...
    Amiga nasceu mais um blog de um corredor daqui do RJ, se puder de uma forcinha lá no blog do Roberto Brunner que muitos chamam de Corredor X.

    www.vivacorrendo.blogspot.com

    Bom feriado amiga.
    JORGE

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mayumi, tudo bem ?

    Sensonrisal, digo, sensacional a parábola, muito aprendizado em poucas palavras. Obrigado por dividi-la com a gente.

    Um abraço e bons treinos !

    Fábio

    ResponderExcluir