11 de mai de 2008

Sintonizando o rádio

Primeiramente, feliz Dia das Mães a todas as mães!
Hoje, pela manhã, como disse a vocês, tinha uma corrida na região do Ibirapuera, e fui participar por uma questão de honra! A corrida era da Graacc, uma instituição de apoio às crianças com câncer. Tive câncer de útero há 4 anos, e hoje, estou muito bem, Graças a Ele e aos médicos que cuidaram do caso: dr. Jesus, principalmente. Não, não. Não é o Filho do Todo Poderoso, mas um dos mais poderosos da Terra, que me curou: dr. Jesus Paula Carvalho! E quem diagnosticou o problema foi a dra. Ana Maria Kondo. Graças ao empenho destes incansáveis profissionais, estou muito bem hoje!
Passei pela tenda da Playteam e encontrei alguns amigos: Flávio Hernandes, Rodrigo Tandaya, Guilherme Maio, Juvenal, Ricardo e a mãe dele (dona Mafalda)... Antes de sair da tenda, tirei algumas fotos, as quais coloco aqui ao lado esquerdo do blog. E ainda levei uma advertência do nosso colega Guilherme Maio: não vai me ultrapassar, hein? Rsrsrs. Ele se diz um corredor lento e insistente, mas eu sou mais lenta e mais insistente ainda! Olha, Guilherme, nem sonhando consigo te ultrapassar! Livre-se deste pesadelo! Kkk.
Depois fui fazer alongamento com o pessoal da academia: Arthur, Juliana, Mário, Rita, Vera, Alberto, Márcia, Kiko, Eliana, Fernando e Luís.
Estava caminhando em direção à largada quando alguém me chamou: "Mayumi! Sou a Juliana, filha do Rui!". Ô, Juliana, eu me lembro de você, não precisava dizer quem você é! Rsrs.
Hoje, me posicionei lá atrás, na marca dos 6 minutos por quilômetro, dando uma de "bem honesta", pois o meu rítmo é este mesmo. Porém, peguei muitas pessoas andando e, pela primeira vez, consegui ultrapassar muita gente! Rsrsrs. Enquanto eu ultrapassava, eu ouvia conversas truncadas, como se estivesse mudando a sintonia do rádio, até achar uma estação que gostaria de ouvir... mas desta vez, fiquei "mudando de estação" por uma hora! No início, encontrei o palhaço novamente, com sua buzina inconfundível e a bundinha de bexiga balançando: Olha, nenhum homem pode tocar na minha bunda, estou aqui com os meus guarda-costas! E um dos "guarda-costas" dele dizendo: Ele tomou a penicilina errada e ficou com a bunda assim! Kkk. Eu fui indo para frente, alguns me ultrapassaram (lógico, isto não é nenhuma novidade) e fui ouvindo partes de conversas: ... O fulano está contundido, acho que está fazendo fisio e vai ter que começar do zero de novo... Ô, meu, tomei um gel agora há pouco, será que isto faz bem?... Banana prende, maçã prende... Você acha que mamão ajuda?... Mamão? Mamão não prende, você pode comer ameixa seca... Olha a água na mão. Mamão? Não cara, na mão!... De repente, avisto a dona Tomico More Saito, a senhora de 82 anos que sempre está participando de corridas, e cumprimentei-a em japonês: "Obáchan, ohayô gozaimas!" Ao que ela me respondeu: "Ohayô gozaimas! Gambatte ne!" E eu: "Gambarimashô!" (tradução: "Ei, vovó, bom dia!", "Bom dia! Se esforce, hein?", "Vamos nos esforçar!"). Poxa, eu tenho a maior admiração por ela! Sempre a vejo em corridas, desde a primeira que participei, em maio de 2005. Quiçá, eu possa chegar nesta idade correndo!
E a sintonia do rádio continuou: ... Cara, comprei um GPS... Qual é o seu tênis? Este é macio?... Vamos lá, tá no fim, acelera!... Falta pouco, não vai desistir agora, vamos lá... No finalzinho, eu ouvi alguém me chamar. Acho que era o autor desta foto:


Kkk, o treinador, Arthur. Depois, ainda recebi um comentário: "Você estava correndo com as costas envergadas! Melhore a sua postura!" Rsrsrs. Eu estava concentrada em dar passadas largas e rápidas e esqueci-me da postura!
E no final, fomos alongar! Segundo ele, "alonguei os meus alunos...". Kkk, não é assim, Arthur? Ai, quem me dera se pudessem me alongar as pernas! Eu ia ficar mais rápida!
Agora, vai aqui uma nota: um de nossos colegas, o Mário, ao chegar no contorno da 23 de Maio para voltar em direção ao Ibirapuera, foi literalmente "atropelado" por um dos atletas participantes e caiu no chão, machucando seu joelho e batendo o seu ombro. Felizmente, parece que não houve nada de mais grave. Segundo o Mário, a organização da Corpore, mais uma vez, impecável, chamou a atenção do tal atleta e disse: "Você está fora (da corrida)!". É lamentável encontrarmos pessoas sem espírito esportivo... SEU Mário, apesar disso, terminou bem a prova. Ainda teve a companhia de sua esposa, a Rita, que foi participar da caminhada.
Bom final de domingo a todos! Até a próxima!

8 comentários:

  1. Mayumi!

    Bom ter te visto!!! Faltou levar o maridao na corrida. Ele nao quis acordar cedo???kkkk

    Um super beijo!!

    ResponderExcluir
  2. Mayumi, parabéns pela corrida, como sempre seus relatos são ótimos, repletos de humor..correr uma prova ao seu lado deve ser tudo de bom. Essa da sintonia da rádio foi ótima! Boa semana.

    ResponderExcluir
  3. Mayumi, querida amiga. Foi ótimo seu relato da corrida... Vc é demais. Um ser humano impecável!
    Beijocas e um dia consiguirei te alcançar...
    Vera Moreira

    ResponderExcluir
  4. Ola Mayumi. Parabéns por mais uma prova realizada. Infelismente nesta não pude ir pois tinha um motivo muito especial que era ficar com minha mãe que reside em São Roque.
    Minha filha, Juliana, estava receosa com a prova pois vinha sentindo algumas dores na altura da canela. Felismente conseguiu terminar sem dores.
    Um forte abraço.
    Rui Carlos ( um pai perdido )

    ResponderExcluir
  5. Mayumi,
    Parabéns pela prova do GRAACC !
    Muito bom o seu relato ! Congratulações !
    Já está quase me passando, hein ?(risos!)
    Lamentável o que aconteceu com o seu amigo (sr.Mário).
    Muito correta e digna as atitudes da Corpore em relação ao babaca que o atropelou !
    Boa semana !
    Obrigado,
    Ass.: Guilherme.

    ResponderExcluir
  6. Mayumi, é sempre muito legal ler seu blog!

    Parabéns pela superação na VIDA!

    Abraço,

    Paulo Massa.

    ResponderExcluir
  7. Grande Mayumi san!
    Pena não ter lhe encontrado...
    Mas fiquei impressionada com o que aconteceu com seu amigo Mário..
    Realmente uma falta de respeito deste corredor!!

    Enfim.. infelizmente neste meio estamos sujeitos este tipo coisa.. paciência.. Bola pra frente!

    bjs

    ResponderExcluir
  8. A vovò(japa), você e todas as pessoas que praticam corridas de rua, tem uma história de superação, que merece ser contada, e carreira de escritora, quando começa ?

    ResponderExcluir